quinta-feira, 12 de março de 2020

Jesus elogia atuação do Flamengo, critica gramado do Maracanã e cobra: "Paga, mas não manda"



A vitória por 3 a 0 sobre o Barcelona de Guayaquil, no retorno ao Maracanã, na Libertadores, deixou o Flamengo numa boa no grupo A. A liderança do grupo, por saldo de gols, segue com o Independiente del Valle, mas os dois dividem o topo da tabela e vão medir forças no dia 19, no estádio de Chillogallo, nas cercanias de Quito (Equador).


Para o técnico Jorge Jesus, o resultado foi justo e provou, uma vez mais, o valor coletivo e individual da equipe do Flamengo. Ao lado de Gustavo Henrique, que marcou seu primeiro gol com a camisa rubro-negra, o treinador do Flamengo disse que o poder do seu time chega até a colocar em dúvida o valor dos adversários. Por isso, ele fez questão de elogiar o rival.

- Foi mais uma vitória dentro da linha de patamar que o Flamengo tem jogado, pondo em dúvida as vezes o valor do adversário para nossa intensidade e qualidade de jogo. As equipes do Equador que enfrentamos (o Independiente del Valle também foi batido pelo Flamengo recentemente) têm muita qualidade e fizemos um jogo de forma que o Barcelona não tivesse hipóteses para usar essa qualidade, para agredir nossa baliza. Eles praticamente não tiveram oportunidades. O Flamengo teve um futebol muito intenso e técnico até o 3 a 0. Depois, a equipe tirou um pouco o pé do acelerador - admitiu o treinador do Flamengo.

O treinador comentou disputa de posições e criticou o gramado do Maracanã. Ele lembrou que o Rubro-Negro é um dos administradores do estádio, mas não consegue restringir o uso do campo.


- Se o mando é do Flamengo, tem que mandar. Mas não manda nada. Paga, mas não manda nada - disse o treinador português.

Os principais tópicos da coletiva de Jorge Jesus:

Thiago Maia x Arão

- Isso é vantajoso para a equipe (a disputa). Foi nossa ideia: ter jogadores na mesma posição com um nível alto. Ele tem aproveitado as oportunidades e tem estado bem tecnicamente. Taticamente aqui ou lá não tem ainda o conhecimento do Arão. Isso é bom para equipe e para o treinador.

Gramado do Maracanã
- Este gramado do Maracanã não propicia nada ao time que tem qualidade técnica de jogo. Não favorece em nada os jogadores do Flamengo. Por isso, não jogamos como queremos em termos de velocidade. O gramado não tem qualidade. Mas não podemos criticar muito quem cuida. Joga Flamengo, Fluminense, Vasco... Não há gramado que resista. Não podem jogar três equipes em um gramado, nem duas.

Gols de bola parada
- Faz parte do jogo. É estratégia ofensiva, defensiva. Trabalhamos em função das ideias e os jogadores que decidem o melhor em campo dentro da ideia coletiva que a equipe tem.


Como melhorar o gramado?
- O estádio não é do Flamengo. Portanto, para fazer vontade política para as equipes que jogam no Rio colocam para jogar mais equipes no estádio. Deviam colocar os quatro grandes e está resolvido politicamente. Mas não pode ser assim. Se o mando é do Flamengo, tem que mandar. Mas não manda nada. Paga, mas não manda nada. É um problema que não sei se tem solução. Mas é prejudicial para todos que jogam. É impossível um gramado resistir a três jogos por semana.

Reforço para a lateral direita
- É verdade que é uma preocupação no momento. É um setor da equipe que nos deixa apreensivo. Não só pela diferença grande do Rafinha para os outros, mas agora também pela lesão do menino (João Lucas). Sábado não há tempo para recuperar e o Berrío que vai para o jogo. Temos que achar soluções.

Coronavírus
- Não tenho capacidade de ter uma opinião científica. Espero bem que conheçam a causa e encontrem uma vacina para conter o vírus. Claro que estamos todos apreensivos. Não sabemos o que fazer, o que as instituições esportivas podem fazer. Vamos ver socialmente. Pelo que sei, o Brasil não tem tantos indicadores como na Europa, principalmente em Portugal que está um pouco em pânico.

Segurança defensiva
- A equipe teve equilíbrio quando teve que defender. Foi agressiva. Os zagueiros a medida que fazem mais jogos se identificam com a ideia da equipe e conhecem melhor um ao outro. Não sofremos gols.

Arrascaeta
- Ele tem tido um problema muscular, durante a semana não tem treinado muito. Tanto que não foi relacionado contra o Botafogo. Está jogando no limite do risco. Por isso, o tirei.


Fonte: https://globoesporte.globo.com/futebol/times/flamengo/noticia/jesus-diz-que-vitoria-do-flamengo-mantem-linha-de-patamar-e-admite-que-equipe-tirou-o-pe-depois-do-3-a-0.ghtml | Foto: André Durão

Curta nossa Página




Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário