quinta-feira, 9 de maio de 2019

ATUAÇÕES: Motorzinho do time, Everton Ribeiro é o destaque do Fla



Meia recebeu a braçadeira de capitão e comandou a equipe no empate com o Peñarol



O Flamengo perdeu muitos gols, teve Pará expulso no segundo tempo e sofreu para empatar em 0 a 0 com o Peñarol, em Montevidéu, na noite desta quarta-feira. Mas o resultado foi suficiente para o Rubro-Negro garantir classificação em primeiro de seu grupo na Libertadores. Veja as notas do LANCE! por Paulo Victor Reis (reporterfla@lancenet.com.br)

6,0 - César
Mostrou segurança quando acionado e transmitiu tranquilidade aos companheiros em momentos importantes. No entanto, não foi obrigado a fazer grandes defesas.

4,0 - Pará
Sofreu com as investidas de Brian Rodríguez e acabou expulso no segundo tempo. É um atleta que sempre se esforça muito, incansável, mas mostra várias limitações em jogos decisivos.



6,0 - Léo Duarte
Esteve ligado no jogo e até se excedeu com a força em algumas jogadas. Cumpriu sua missão e não deu muitos espaços aos adversários. Se for um pouco mais tranquilo, pode oferecer algo a mais.

6,0 - Rodrigo Caio
Parecia um pouco nervoso no primeiro tempo e errou na saída de bola, mas não comprometeu. Marcou bem e fez o possível para segurar o ataque uruguaio em um jogo complicado.

5,5 - Renê
Não apareceu muito para o jogo e errou algumas jogadas quando acionado, inclusive saídas de bola. Preferiu dar mais atenção à marcação do que ajudar no ataque. Melhorou um pouco no fim.



6,0 - Cuéllar
O cão de guarda de sempre, atento na marcação e nos desarmes. Não foi brilhante, mas ajudou da sua maneira, combatendo no meio de campo. Em resumo, o colombiano teve uma atuação regular.

6,0 - Willian Arão
Apareceu bem na frente e criou dois lances de muito perigo. Porém, pecou no último passe, cruzando muito forte para Gabigol e Bruno Henrique. Faltou capricho para fazer a diferença a favor do Flamengo.

7,0 - Everton Ribeiro
Não sentiu o peso da braçadeira de capitão e foi o jogador mais leve do setor ofensivo, trocando passes com rapidez e levando o time ao ataque. Criou muitas possibilidades e mostrou sua categoria.



6,5 - Arrascaeta
Fez o seu papel e colocou Gabigol na cara do gol no início da partida. Movimentou-se bem em algumas jogadas, distribuiu passes e ajudou com roubadas de bola no meio. Cansou e foi substituído.

5,5 - Bruno Henrique
Não esteve em um dos seus melhores dias. Lutou e correu muito, mas não conseguiu fazer a diferença. Diante das muitas oportunidades que o Flamengo teve, poderia ter deixado sua mara.

4,5 - Gabigol
Perdeu um gol inacreditável logo no início do jogo. Como centroavante, não pode vacilar desta maneira. Voltou a desperdiçar outras boas oportunidades e irritou a torcida rubro-negra.



5,5 - Rodinei
Entrou somente para marcar em um momento delicado, quando o Fla já tinha um a menos em campo. Foi menos atrapalhado do que Pará, mas também não ajudou muito.

5,0 - Vitinho
Entrou para segurar a bola no ataque e perdeu um gol inacreditável, de nível amador. É decepcionante perceber como virou um jogador comum no Fla.

6,0 - Diego
Tabelou com Everton Ribeiro e deu um pouco mais de tranquilidade ao Flamengo no momento mais delicado.

6,0 - Abel Braga
O Flamengo dominou o primeiro tempo e criou ótimas oportunidades. A proposta de jogo foi correta, porém os jogadores falharam. Apesar disso, o treinador poderia ter substituído Pará antes da expulsão. O sofrimento foi desnecessário.


Fonte: https://www.lance.com.br/flamengo/atuacoes-35.html

Curta nossa Página




Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário