Sem criatividade, Flamengo fica só no empate com Atlético-GO na estreia pelo Brasileirão




O Dia: Com pouca precisão, o Flamengo empatou por 1 a 1 com o Atlético-GO, na noite deste sábado, no estádio Antônio Accioly, pela primeira rodada do Campeonato Brasileiro. Com o retorno de Arrascaeta, o Rubro-negro passou a ter um homem de ligação para acionar Bruno Henrique e Gabigol no ataque. No entanto, não foi o suficiente para surpreender o adversário e vencer a partida.



Era possível imaginar o time de Paulo Sousa mais ativo e consciente, fora de casa, contra a equipe de Umberto Louzer. Por outro lado, o Atlético-GO foi preciso e bloqueou a maior parte das ações do Flamengo, que não soube agir da melhor forma para destravar o placar.

No entanto, aos 2 minutos do primeiro tempo, o Dragão foi mais esperto e criou uma jogada pela direita com Shaylon, que cruzou rasteiro, Willian Arão tentou cortar, mas a bola desviou em Jorginho. Em seguida, David Luiz tentou interceptar, mas o zagueiro cortou mal, a bola sobrou e Wellington Rato finalizou rasteiro para o gol de Hugo Souza.



Por outro lado, o lance estava impedido desde o início da jogada, e o juiz anulou o gol do Atlético-GO. A euforia da torcida durou pouco, mas foi o suficiente para demonstrar que o Flamengo estava fora da partida. Durante o primeiro tempo, o Rubro-negro tentou provar o contrário, e com espaço, ameaçou a defesa do Dragão pela esquerda, com Bruno Henrique.

Aos 6 minutos, Bruno Henrique chegou pela esquerda e cruzou forte para a área. No entanto, a bola fez um desvio diferente e assustou o goleiro Luan Polli, que afastou o perigo com a ponta dos dedos para dar o escanteio e evitar o gol do Flamengo. A partir daí, o Flamengo teve mais posse de bola, mas em nenhum momento, foi efetivo e preciso para abrir o placar.



Durante boa parte do primeiro tempo, o Flamengo não conseguiu se infiltrar na defesa do Atlético-GO. Por cima ou por baixo, o Rubro-negro não encontrou a melhor definição de jogada para surpreender o Dragão, que fechou as suas duas linhas de quatro e bloqueou as ações do time de Paulo Sousa.

No retorno ao segundo tempo, o Flamengo teve mais volume e ameaçou mais a defesa do Atlético-GO. Por outro lado, ainda sem precisão, o Rubro-negro teve dificuldade para acertar o pé e caprichar na finalização. Nos primeiros minutos, a maior parte das jogadas terminaram com chutes fortes e sem direção para o gol.



A etapa final continuou sendo disputado, mas ainda com pouca precisão das duas equipes. No entanto, aos 29 minutos, Dudu foi acionado pela direita, cruzou baixo e Wellington Rato, no contrapé de Hugo, finalizou sem marcação para o fundo do gol. A abertura do placar foi uma balde d’água na cabeça dos jogadores do Flamengo, que se sentiram mais pressionados para tentar empatar o confronto e virar a partida.

Por outro lado, aos 38 minutos na bola parada, o Flamengo encontrou o gol de empate na cabeça de Bruno Henrique, após a cobrança de escanteio. O atacante subiu mais do que a defesa adversária e acertou o canto esquerdo de Luan Polli, que não alcançou a bola.

Com um ponto no bolso, o Flamengo tentou reverter o placar, mas terminou a partida com um empate amargo contra o Atlético-GO. A estreia, apesar de ter sido fora de casa, foi com um desempenho abaixo do esperado pelo time de Paulo Sousa, na estreia do Campeonato Brasileiro.


- // -

VEJA AS ÚLTIMAS NOTÍCIAS



Imagem: Divulgação

Postar um comentário

0 Comentários
* Please Don't Spam Here. All the Comments are Reviewed by Admin.