Marcos Braz abre o jogo sobre possíveis contratações de jogadores que atuam na Ucrânia




Torcedores.com: O Flamengo é um dos clubes brasileiros que monitora a situação dos jogadores que atuam na Ucrânia e na Rússia. Os dois países vivem momentos de tensão por conta da guerra. Como esses jogadores podem ficar livres no mercado, eles, naturalmente passaram a ser especulado no Rubro-negro. Mas, para Marcos Braz, vice presidente do clube, as coisas não são tão simples assim.



O executivo usou as redes sociais para explicar a complexidade que essas negociações podem ter. Braz compartilhou alguns tweets de Marcos Motta, advogado esportivo, explicando as partes jurídicas da situação; veja.

“As questões contratuais envolvendo jogadores estrangeiros e os clubes ucranianos e russos ainda estão longe de uma solução. Não é verdade que os contratos estejam rescindidos e os jogadores livres para assinar com outros clubes. Apesar das lições aprendidas com a COVID-19, o tema requer cuidados em função de sua tecnicidade.



Os salários estão em dia e os jogadores foram liberados por tempo determinado pelos seus clubes. Cláusulas de jurisdição e competência, lei aplicável, definições de “força maior”, aplicação da “Teoria da Frustração” importam. Portanto, senhores, não acreditem em “jogadores livres em função da guerra na Ucrânia”.

O momento é de cautela e estamos todos trabalhando junto às entidades de administração para uma solução negociada que atenda todas as partes, o que deve acontecer nas próximas semanas.”

Os jogadores que interessam ao Flamengo

O clube carioca demonstrou interesse em David Neres, do Shakhtar Donetsk, Malcom e Wendel, do Zenit, da Rússia. Caso não se abra uma nova janela na Europa para esses jogadores, o Brasil pode ser o destino de muitos deles, e o Flamengo está de olho das possibilidades.


- // -

VEJA AS ÚLTIMAS NOTÍCIAS



Imagem: Reprodução

Postar um comentário

0 Comentários
* Please Don't Spam Here. All the Comments are Reviewed by Admin.