segunda-feira, 27 de dezembro de 2021

Flamengo se incomodou com postura de Jorge Jesus e optou por entusiasmo de Sousa




Por Leo Burlá | Uol: Após dias intensos de busca por um técnico, o Flamengo, enfim, tem seu escolhido . Em conversas para se liberar da seleção da Polônia , Paulo Sousa ganhou o coração dos dirigentes rubro-negros pelo espírito de liderança e o desejo claríssimo de abraçar a oportunidade. O desejo de dirigir o clube é tamanho que ele cogita pagar do seu próprio bolso a multa .



Em Lisboa, o vice de futebol Marcos Braz e Bruno Spindel se reuniram com Jorge Jesus, o preferido da torcida, e acreditaram que um retorno poderia ocorrer. A postura do Mister, no entanto, incomodou e a dupla decidiu não colocar o projeto em risco.

O vazamento de um "sim" do português ao Flamengo não caiu bem entre os dirigentes, que viram nessa manobra uma forma de o treinador se valorizar no Benfica.



Para piorar um pouco, as declarações do auxiliar João de Deus, que concedeu uma entrevista afirmando que o técnico não abandonaria o Benfica, azedou a relação ainda mais.

Por fim, a nota oficial do clube português, que teve o endosso do Mister, deu o sinal definitivo de que o Rubro-negro não deveria ficar preso única e exclusivamente à possibilidade de retorno.



Os dirigentes sinalizaram que não esperariam os desdobramentos de Porto x Benfica (dia 30) para definirem a situação. Aguardaram um movimento mais concreto de JJ, mas isso não ocorreu.

Decididos a contratarem um profissional, Braz e Spindel, que já tinham Sousa no radar antes mesmo do embarque, se fecharam em torno do português. A disposição em topar o desafio foi determinante e pesou também o fato de Sousa ter montada uma comissão técnica robusta. O espírito de comando no vestiário e a passagem por centros como Inglaterra, Itália e França foram pontos a favor.



Ele virá com uma comissão técnica completa ao seu lado e a tendência é que ao menos seis profissionais cheguem para o clube: Manuel Cordeiro (auxiliar), Victor Sánchez (auxiliar), Paulo Grilo (treinador de goleiros), Cosimo Cappagli (analista), e os preparadores Lluis Sala e António Gomez.

O Fla já dá o tema como superado e aguarda apenas a rescisão contratual de Sousa com os poloneses para fazer o anúncio oficial. A direção já espera iniciar imediatamente algumas conversas sobre o elenco e o novo comandante estará na reapresentação do grupo, no dia 10 de janeiro.


- // -

VEJA AS ÚLTIMAS NOTÍCIAS



Imagem: Divulgação

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário