sexta-feira, 23 de julho de 2021

Dedé diz por que não veio para o Flamengo em 2019 e revela bastidores de conversa




O ano de 2019 foi mágico para o Flamengo. Sob o comando de Jorge Jesus, o Rubro-Negro conquistou a Conmebol Libertadores e o Campeonato Brasileiro com um elenco recheado de estrelas. E que poderia ter outro grande nome de peso, caso a negociação tivesse sido concretizada: Dedé.



Em entrevista ao ESPN.com.br, o defensor de 33 anos, que se recupera da quarta lesão no joelho e está livre no mercado, abriu o jogo sobre o interesse do clube carioca ainda quando era comandado por Abel Braga.

Na época, o treinador, que iniciou o ano à frente do Flamengo, buscava uma peça de reposição para a defesa, já que Réver estava a caminho do Atlético-MG.



"Eu cheguei a conversar com o Abel, ele me ligou, falei para o Abel que eu não queria sair com atrito com o Cruzeiro, mas que eu me interessava e até chegou a rolar uma certa negociação. Cheguei a conversar com o Itair (Machado), ele negou a situação. Hoje, sendo mais claro, as pessoas falam 'você não aceita, não aceita jogar' na época do Flamengo, e não teve isso. Na época que eu tava com a lesão bem delicada, em 2016, o Rodrigo Caetano já tinha me ligado e perguntando se eu teria interesse, e foi importante aquela ligação para mim", começou por afirmar.

Na época, o clube carioca foi até o Cruzeiro em busca de Dedé e Arrascaeta. Após uma longa negociação, conseguiu tirar o uruguaio de Minas Gerais, mas, por conta de um acordo com a diretoria celeste, desistiu do defensor, com Itair Machado, ex-dirigente do clube, chegando a afirmar que o zagueiro era 'inegociável'.



"As pessoas falam muita coisa e gerou isso, esse imbróglio todo do Flamengo com o Arrascaeta, o Arrascaeta saiu e o Itair fez a proposta para o Flamengo. Eu não sei se estava de pé ainda, se tinha interesse porque já tinham investido no Arrascaeta também, que sempre esteve numa excelente fase, é um fenômeno, mas eu cheguei até a conversar com o Itair, ver qual era o projeto dele, mas as coisas não caminharam da forma que tavam propondo ali, de compra, a negociação que o Abel me chamou. Mas eu não tenho frustração não porque eu gosto muito do Cruzeiro, eu estava em 2019 vivendo uma grande fase até acontecer o avalanche de coisas negativas no clube, mas eu fiquei bem no Cruzeiro. Foi por méritos também, foi um bom trabalho no Cruzeiro. Eu fiquei bem, fui campeão mineiro invicto muito bem".



Em 2019, Dedé fez 45 jogos pelo Cruzeiro e marcou três gols. No entanto, não conseguiu evitar o primeiro rebaixamento da Raposa para a Série B.

No fim do ano, no dia 19 de outubro, fez sua última partida. Na ocasião, atuou diante do Corinthians, em São Paulo, na vitória por 2 a 1. Atualmente, está livre no mercado após rescindir o contrato com a Raposa, que iria até o fim de 2021.


- // -

VEJA AS ÚLTIMAS NOTÍCIAS



Fonte: https://www.espn.com.br/futebol/artigo/_/id/8946051/dede-diz-por-que-nao-jogou-no-flamengo-e-revela-bastidores-de-conversa-que-teve-aval-de-treinador-me-queria
Imagem: Divulgação

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário