sábado, 10 de julho de 2021

Após demissão de Rogério Ceni, direção de futebol do Flamengo mira Renato Gaúcho e tenta driblar resistência de Landim e cúpula




Após anunciar a demissão do técnico Rogério Ceni, no início da madrugada deste sábado (10), o Flamengo já mira Renato Gaúcho para ser o novo treinador do clube, segundo apurou a ESPN Brasil. Ele está sem time desde que deixou o Grêmio, em 15 de abril.



De acordo com apuração da reportagem, a decisão de abrir mão dos serviços de Ceni foi tomada em uma reunião que começou na noite de sexta e varou a madrugada no Ninho do Urubu, com presença do presidente Rodolfo Landim e de Marcos Braz e Bruno Spindel.

Após o término da reunião, Braz e Spindel foram ao encontro de Rogério e comunicaram sua demissão com efeito imediato.



Renato Gaúcho agora é o nome favorito da direção de futebol do Flamengo, que tem o vice-presidente de futebol, Marcos Braz, e o diretor-executivo da pasta, Bruno Spindel, como principais nomes.

No momento, eles tentam driblar a resistência da cúpula rubro-negra, formada por Rodolfo Landim, Luiz Eduardo Baptista (vice de relações externas) e Rodrigo Tostes (vice de finanças) para avançar em uma negociação por Renato.



Uma primeira sondagem ao técnico já foi realizada. Interlocutores de Fla e Renato Gaúcho conversaram sobre a possibilidade. Um avanço no papo, no entanto, depende do aval do presidente flamenguista.

O "entrave" entre Landim e Portaluppi tem dois motivos principais, de acordo com apuração da reportagem.



O primeiro vem desde a reta final de 2018, quando Rodolfo venceu a eleição e se tornou presidente do Flamengo. O dirigente tinha pré-acordo para Renato assumir a equipe, mas o Gaúcho acabou renovando com o Grêmio, o que causou grande irritação. Com isso, a opção foi contratar Abel Braga.

O segundo motivo são as várias declarações dadas por Renato nos últimos anos no comando do Imortal, muitas desmerecendo o futebol jogado pelo Fla e sugerindo que o clube só estava ganhando títulos porque estava fazendo investimentos nababescos em contratações.



Enquanto não contrata um novo técnico, Maurício Souza assumirá o Fla de forma interina na partida contra a Chapecoense, neste domingo, pelo Campeonato Brasileiro. A situação de Portaluppi, por sua vez, deve ser resolvida depois dessa partida.

Dia turbulento

A demissão de Ceni marca o fim de uma sexta-feira mais do que turbulenta na Gávea.

A situação começou a ficar muito nebulosa quando reportagem do globoesporte.com vazou áudio de Roberto Drummond, analista do departamento de scout do clube carioca, fazendo críticas fortíssimas a Rogério.



Horas depois, Drummond foi demitido pela diretoria flamenguista.

Foi organizada, então, uma reunião no Ninho do Urubu, com a presença do presidente Rodolfo Landim.

Neste encontro, que se arrastou pela calada da noite, foi tomada a decisão de demitir Ceni, às vésperas dos confrontos decisivos contra o Defensa y Justicia, pela Conmebol Libertadores.



Rogério deixa o Fla após 44 jogos, com 23 vitórias, 11 empates e 10 derrotas. Ele conquistou o Brasileirão 2020, a Supercopa do Brasil 2021 e o Campeonato Carioca 2021.

Leia o comunicado do Flamengo

O Clube de Regatas do Flamengo informa que não continuará com Rogério Ceni à frente do time principal. O Clube agradece pelos serviços prestados e deseja sucesso nos próximos desafios.

No jogo contra a Chapecoense, a equipe será comandada por Maurício Souza.

- // -

VEJA AS ÚLTIMAS NOTÍCIAS



Fonte: https://www.espn.com.br/futebol/artigo/_/id/8889757/flamengo-apos-demissao-de-rogerio-ceni-direcao-de-futebol-do-flamengo-mira-renato-gaucho-e-tenta-driblar-resistencia-de-landim-e-cupula
Imagem:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário