quarta-feira, 14 de outubro de 2020

Flamengo apresenta versão sofredora para buscar viradas e topo da tabela



As recentes viradas contra Vasco e Goiás impulsionaram o Flamengo à luta pelo título do Campeonato Brasileiro em um momento importante da temporada, mas, ainda sem apresentar o brilho de 2019, a equipe de Domènec Torrent dribla a maratona de partidas, coloca o elenco à prova e conquista pontos com "ares de sofrimento".



Até aqui, o Rubro-Negro tem os mesmos 30 pontos ao fim da 15ª rodada, igualando a campanha do ano passado. Porém, a tranquilidade com que os triunfos aconteciam ainda não foi repetida, e o fato de ter saído atrás do placar contra times em posições mais baixas na tabela aponta que alguns ajustes são necessários .

Nos últimos compromissos pelo Brasileiro, inclusive, o Rubro-Negro não se mostrou um time intenso desde o apito inicial, apresentando um crescimento na atuação no segundo tempo, quando conseguiu construir os placares e assegurar os três pontos.



Domènec, por sua vez, ressalta o pouco tempo entre as partidas que o Flamengo tem tido mais recentemente, lembrando que o time volta a campo já amanhã (15), contra o Red Bull Bragantino .

"É normal quando você joga muitos jogos em 15, 12 dias... Agora, vamos jogar em 48 horas. Os atletas vão estar mais cansados e com problemas musculares em 48 horas. Quando são muitos jogos, é muito difícil que todos rendam 100%. São competições importantes e temos que seguir trabalhando", disse, após a vitória de ontem (13).

Essa luta pelo bons resultado fez com que o treinador enaltecesse a união do elenco para superar os obstáculos:



"Temos que pensar jogo a jogo. Com essa loucura do calendário pela pandemia, temos que analisar. Tivemos problemas de Covid, jogadores na seleção... Estamos mais unidos do que nunca".

Rodrigo Caio, Everton Ribeiro e Isla em campo

Dome indicou que ainda vai avaliar a utilização dos jogadores que estavam à disposição das seleções contra o Red Bull Bragantino. O lateral direito chileno Isla foi titular contra a Colômbia, enquanto o zagueiro Rodrigo Caio e o meia Everton Ribeiro foram utilizados no decorrer do duelo do Brasil contra o Peru.



Contra Vasco e Goiás, Matheuzinho atuou pela lateral. Já a zaga, primeiramente, foi formada por Gustavo Henrique e Leo Pereira. Depois, Gustavo Henrique e Natan. No clássico, o meia Diego foi titular e Gerson atuou aberto pela direita, o que mudou contra o Esmeraldino, quando Gerson voltou ao meia e Michael foi titular.

"Não sei o que vai acontecer com os jogadores das seleções. Se vão jogar, se vão voltar cansados... Tenho que perguntar para eles. A intenção para o próximo jogo é mudar bastante. Amanhã [quarta-feira] vamos perguntar como se sentem, se estão cansados, com problemas musculares. Temos muitas informações com o departamento médico, que me fala se há risco de lesão. Tentaremos fazer o melhor time para o próximo jogo", disse.


- // -

> Veja as últimas informações sobre o Mengão em nossa página principal, Clique Aqui



Fonte: https://www.uol.com.br/esporte/futebol/ultimas-noticias/2020/10/14/em-meio-a-maratona-fla-iguala-campanha-mas-viradas-mostram-sofrimento.htm

CURTA NOSSA PÁGINA



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário