terça-feira, 1 de setembro de 2020

Dome faz valer lógica do rodízio e já usou 24 jogadores em 6 jogos no Fla



O Flamengo venceu o Santos por 1 a 0 , acalmou os ânimos no Ninho do Urubu, e o técnico Domènec Torrent verbalizou sobre a necessidade de promover rodízio no elenco. A prática, no entanto, já é marca do espanhol desde o início de seu trabalho e os números comprovam a tese do treinador.


Em seis partidas até aqui, Dome já usou nada menos que 24 jogadores. Do grupo atual, o comandante só não mandou a campo os goleiros Gabriel Batista e Hugo Souza, o lateral Ramon, o volante Piris da Motta, o meia Pepê e o atacante Lincoln. Negociados recentemente, Hugo Moura e Vinícius Souza também não tinham recebido chances. Adepto da ideia de que precisa de um time com a condição física lá no alto, Torrent deixou claro que as caras novas a cada jogo serão uma constante.


"Prefiro um jogador a 100% do que um nome importante a 60%. Ninguém nessa equipe é mais importante que o grupo. Acho que temos de rodar. É impossível jogar com os mesmos. Quando você tem jogadores similares, precisa rodar um pouco. Vamos rodar no próximo e no próximo [jogo]. Se você tem 20 jogadores no mesmo nível, só tem os 20 se roda. Se joga só com 15, terá só 15", disse ele.

Do empate contra o Botafogo até o triunfo na Vila Belmiro, o Fla foi bem modificado de um jogo a outro. Na Vila Belmiro, o rubro-negro usou seis peças que não haviam sido acionadas no clássico carioca. Domènec ainda não repetiu a escalação uma vez sequer e isso deverá ser a tônica de seu trabalho.

"Os jogadores não podem pensar que o Dome tem um '11 titular'. O Dome vai jogar com os melhores em cada momento", avisou.


Apesar de um certo estranhamento causado pela rotação, este expediente também foi uma marca do início do trabalho de Jorge Jesus no clube. Em sua sequência inicial de seis partidas, o Mister escalou 21 atletas diferentes e passou a insistir em uma escalação a partir do mento em que encontrou o seu time ideal.

Pesa a favor da tática de Dome o fato de o Flamengo versão 2020 ter mais alternativas do que Jesus dispunha no ano passado. Além disso, a pandemia mudou a regra do jogo e as equipes têm direito a cinco substituições.

Com mais alterações à vista, o Rubro-Negro faz hoje (1º) seu último treino antes do jogo de amanhã (2) contra o Bahia , às 20h30, no Pituaçu. Lesionado e suspenso pelo terceiro amarelo, Bruno Henrique é baixa certa. Diego Alves, que teve diagnosticada lesão no tendão do ombro, não deve ter condições de jogo e dará lugar a César.


Fonte: https://www.uol.com.br/esporte/futebol/ultimas-noticias/2020/09/01/dome-faz-valer-logica-do-rodizio-e-ja-usou-24-jogadores-em-6-jogos-no-fla.htm

CURTA NOSSA PÁGINA




Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário