quarta-feira, 29 de julho de 2020

Para concluir o acordo com Domènec, Braz e Spindel viajam nesta quarta para Girona



O próximo passo do Flamengo para sacramentar o acordo com Domènec Torrent será encontrar pessoalmente o treinador. O vice de futebol, Marcos Braz, e o diretor executivo, Bruno Spindel, viajam nesta quarta-feira para Girona, cidade próxima a Barcelona, para concluir o acordo com o treinador, que assinará contrato até dezembro de 2021.


O deslocamento é encarado mais como formalidade: uma forma de selar o acordo e assinar o contrato. Braz e Spindel só pretendem voltar ao Brasil quando tiverem tudo oficializado.

Uma questão está perto de ser resolvida: a comissão técnica. Torrent trará ao Brasil três profissionais para o acompanhar: o auxiliar Jordi Guerrero, o analista Jordi Gris e mais um preparador físico, que ainda não foi definido.


O departamento de futebol conversa com Torrent também a possibilidade de manter Maurício Souza, o Mauricinho, na comissão técnica. O Flamengo não quer repetir o cenário que aconteceu com Jorge Jesus, quando nenhum de seus profissionais permanentes acompanhou o dia a dia do português.

Na preparação física, há também a possibilidade de o preparador físico Roberto Júnior, o Betinho, ser efetivado como número 1 caso Torrent não defina um nome para o cargo. Ele é quem mais esteve próximo dos portugueses na passagem vitoriosa e recebeu elogios rasgados de Mário Monteiro antes de seguir para o Benfica.


Os nomes escolhidos

Jordi Guerrero é uma novidade no grupo. Ele não trabalhou com Domènec Torrent no New York City FC, o último trabalho do catalão como treinador. Guerrero tornou-se conhecido como auxiliar de Pablo Machín em clubes como Girona, Espanyol e Sevilla. Ele era o responsável por trabalhar as bolas paradas com o treinador.

Jordi Guerrero será o auxiliar de Torrent no Flamengo — Foto: Reprodução

Jordi Gris, sim, esteve com Torrent no New York, após passagem pela Índia. Ele foi olheiro das categorias de base do Barcelona e também fez parte da comissão técnica de Pep Guardiola no Barcelona B. Ele sabe falar português, o que seria de grande ajuda no processo de adaptação de Torrent no Brasil.

- Dome me conhece há alguns anos porque eu trabalhei como olheiro no Barcelona. Acredito que ele me trouxe por minha habilidade em analisar nossos rivais. Sei que ele tem confiança em minha habilidade - disse Gris em sua chegada ao New York City FC.


Fonte: https://globoesporte.globo.com/futebol/times/flamengo/noticia/dirigentes-do-flamengo-viajam-a-girona-por-torrent-comissao-tecnica-tem-dois-nomes-definidos.ghtml

CURTA NOSSA PÁGINA




Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário