segunda-feira, 2 de dezembro de 2019

Caçador de medalhões: Flamengo empilha demissões de campeões recentes no Brasil



O Flamengo está sendo uma máquina de triturar treinadores em 2019. Mas esqueça nomes com pouco tempo no cargo ou contratados para tentar milagres na parte debaixo da tabela. A equipe de Jorge Jesus se notabiliza por derrubar medalhões — e campeões recentes no Brasil. Casos de Mano Menezes, Felipão e Fabio Carille.


Some Adilson Baptista (demitido pelo Ceará na 35ª rodada) à lista — este sem títulos recentes — e tenha quatro quedas de treinadores causadas após derrotas para o Flamengo, a maior marca entre os clubes da Série A. Um cenário até criticado por Jorge Jesus, mas que simboliza a superioridade do técnico português nesta temporada.

— Quando se está num clube com estrutura, que sabe o que quer, torna-se mais difícil mudar de técnico. Se tiver uma estrutura, mesmo que não esteja ganhando, não ganha hoje, mas vai ganhar amanhã. Quando você sabe disso, o mais fácil não é mudar de treinador. Em alguns momentos precisa, sim, mudar, mas a três rodadas do fim (do Brasileirão), mudar de treinador não será vantagem nenhuma — declarou Jesus, defendendo Mano Menezes.


Mano teve a sua demissão anunciada após a 36ª rodada, onde viu sua equipe ser derrotada por 3 a 1 para o Flamengo, dentro do Allianz Parque. Espanta pensar que o gaúcho foi bicampeão da Copa do Brasil com o Cruzeiro em 2017 e 2018. Porém, no Palmeiras, não repetiu o mesmo sucesso.

Outro nome do Palmeiras demitido por causa deste Flamengo foi Luiz Felipe Scolari, que era o atual campeão brasileiro até a chegada de Jorge Jesus. Quis que a 17ª rodada dmarcasse a troca de bastões entre os donos do título após uma vitória impiedosa derrota por 3 a 0, no Maracanã.


Se Felipão ganhou o Brasileiro em 2018, Fabio Carille levou o troféu em 2017 e nem assim escapou do moedor rubro-negro. O ex-técnico do Corinthians foi demitido após ser goleado por 4 a 1 no Maracanã, na 30ª rodada.

O Flamengo ainda enfrentará o Avaí, no Maracanã, e o Santos, na Vila Belmiro, antes do término do Brasileiro. Vendo a posição de ambos na tabela de classificação e a situação dos técnicos Evando e Jorge Sampaoli, a expectativa é que o moedor rubro-negro não derrube mais treinadores.


Fonte: https://extra.globo.com/esporte/flamengo/cacador-de-medalhoes-flamengo-empilha-demissoes-de-campeoes-recentes-no-brasil-24112971.html

Curta nossa Página




Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário