quinta-feira, 28 de novembro de 2019

Jorge Jesus cita hino do Flamengo e destaca títulos: "Esse grupo vai ficar para a história"



Horas depois da vitória por 4 a 1 sobre o Ceará e da festa no gramado do Maracanã, o técnico Jorge Jesus era só sorrisos na entrevista coletiva. Satisfeito com os títulos da Libertadores e do Campeonato Brasileiro, o treinador do Flamengo citou até o hino do clube para justificar o ímpeto dos jogadores mesmo depois da conquista nacional, confirmada no último fim de semana, para golear nesta quarta-feira.


- O Flamengo já era campeão, mas temos que mostrar que os campeões querem sempre mais. É essa a mensagem que os jogadores recebem de mim. O hino do Flamengo diz “vencer, vencer, vencer”. E foi isso que procuramos fazer - falou Jorge Jesus.

O treinador também rasgou elogios ao atual grupo rubro-negro, que com a vitória sobre o Ceará quebrou o recorde de pontos conquistados no Campeonato Brasileiro por pontos corridos disputado com 20 equipes: 84, contra 81 do Corinthians de 2015.

- Esse grupo vai ficar para a história do Flamengo. Não tenho dúvida. Quando eu estiver lá no céu vão falar de Jesus - completou.


Veja outros trechos da entrevista de Jorge Jesus:

Próximos passos

- Já ganhei a Libertadores, o campeonato mais importante da América e o Brasileiro. O que mais posso querer? Acima disso, só a Champions. Vamos pensar no dia a dia o que vai acontecer. Estou muito feliz no Flamengo. Temos 20 dias para preparar a equipe para o Mundial.

Gabigol

- O Gabigol tem que ter um pouquinho mais de responsabilidade. Precisa ser mais equilibrado. Mas acho que se fosse muito responsável não seria o jogador que é. Em Lima, jogou como se estivesse numa pelada. Ele tem um coração espetacular, gosto dele, é muito doce.


Música de 81

- Essa equipe já está na história do Fla. O 81 vai deixar de ser cantado, com todo respeito aos que fizeram história. Tinha que ter alguém para dar continuidade. Quem era o grande ídolo em 81? Zico. Qual é ascendência dele? Teve que chegar mais um portuga (risos).

Relação com o Flamengo

- Nunca tive uma relação tão forte como tenho com a equipe do Flamengo. Sou treinador há 38 anos, e encontrei um grupo que me ama. Nunca tive um grupo tão forte e confiante no treinador e nas minhas ideias.


Filipe Luís

- O Filipe Luís já passou pelos melhores treinadores do mundo. Sou mais um. Ouvir isso de um jovem é diferente. Mas ouvir de atletas como Filipe Luis e Rafinha você fica orgulhoso. Mas a vida às vezes junta, às vezes separa. Eu não sei até quando vou ficar no Flamengo.

Mundial

- Não chegar à final do Mundial não seria uma decepção. Decepção seria se não chegássemos. Vamos jogar com o campeão da Champions (da Ásia). Desculpa, mas você estar engado em falar em decepção. Fala isso porque não conhece o Al-Hilal, que vai ganhar o Espérance.


- Dos três objetivos que o Flamengo teve, o Mundial é o mais difícil. Qualquer adversário na final será do nível ou melhor do que o Flamengo. Nada vai me desviar do meu pensamento e da minha paixão até meu último dia no Flamengo. Depois vou pensar o que fazer da vida.

Futuro

- Não sei o que será do meu futuro depois do Flamengo. Sei que tenho contrato até maio. Depois tudo pode acontecer. O meu foco é o Flamengo. Não há possibilidade de ter comunicação comigo sobre outro assunto. Falam que muitos clubes conversaram comigo. Até o Mundial não tem nada, não falo com ninguém, nem com o Flamengo.

Foco

- Minha concentração agora é nesse projeto (Mundial), nesse objetivo e no Flamengo. Vivo o ano mais lindo da minha carreira como treinador e quero desfrutar ao máximo.


Fonte: https://globoesporte.globo.com/futebol/times/flamengo/noticia/jorge-jesus-cita-hino-do-flamengo-e-destaca-titulos-esse-grupo-vai-ficar-para-a-historia.ghtml

Curta nossa Página




Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário