quinta-feira, 28 de novembro de 2019

Em outro patamar! Bruno Henrique iguala Zico, encosta em Gabigol e acirra briga pela artilharia do BR



Suspenso após ser expulso diante do Grêmio, o atacante Gabriel Barbosa viu, da arquibancada do Maracanã, Bruno Henrique marcar três gols na vitória do Flamengo sobre o Ceará, por 4 a 1 nesta quarta, e acirrar a briga pela artilharia do Brasileirão. O camisa 9 ainda isolado no posto, com 22 gols, fez um a mais do que o seu companheiro de ataque, e os dois estão próximos de alcançarem as marcas de Jonas e Borges, maiores goleadores de uma edição da Série A.


Com o título garantido e visando o Mundial de Clubes, o Flamengo enfrenta o Palmeiras, no Allianz Parque, o Avaí, no Maracanã, e o Santos, na Vila Belmiro, nas últimas três rodadas do Campeonato Brasileiro. Neste cenário, Gabigol e Bruno Henrique travarão um duelo particular pela artilharia do campeonato.

Com oito gols, Bruno Henrique foi o artilheiro do Carioca - o primeiro título do Flamengo em 2019 - enquanto Gabigol fez sete no Estadual. Na Libertadores, o posto de goleador máximo ficou com Gabriel Barbosa, com nove bolas na rede. O camisa 27, por sua vez, balançou as redes adversárias cinco vezes pela Copa.


O desempenho da dupla em sua primeira temporada vestindo rubro-negro é tao bom que os dois já estão entre os maiores artilheiros do Flamengo neste século. Gabigol, com 40 gols em 2019, está no oitavo lugar do ranking, atrás de Guerrero (43), Edilson (44), Hernane (45). Léo Moura, Obina e Vagner Love (47), e Renato Abreu (73), todos com dois ou mais anos atuando pelo time da Gávea.

Bruno Henrique, com 34, ainda está atrás de Everton (39), Diego (38), Adriano (36) e Ibson (35) - e todos jogaram, ou jogam, no Flamengo por mais de um ano.

MARCA DE ZICO PELO FLAMENGO É ALCANÇADA


As temporadas de Gabigol e Bruno Henrique - as primeiras pelo Flamengo - são mágicas. Os dois, por exemplo, colocaram-se no patamar de Zico, maior ídolo da história do clube em número de gols marcados em uma edição do Brasileiro. O Galinho marcou 21 gols nos campeonatos de 1980 e 1982, respectivamente.

Até 2019, o eterno Camisa 10 da Gávea ostentava tal marca de forma isolada. Agora, Bruno Henrique já o igualou com 21 marcados no Brasileirão de 2019. Gabriel Barbosa foi além: já balançou as redes adversárias 22 vezes no torneio.


O ARTILHEIRO DO BRASILEIRÃO, POR EDIÇÃO, COM 20 CLUBES NA SÉRIE A:

2006 - Souza, do Goiás (17)
2007 - Josiel, do Paraná (20)
2008 - Washington, do Fluminense, Keirrison, do Coritiba, e Kleber Pereira, do Santos (21)
2009 - Adriano, do Flamengo, e Diego Tardelli, do Atlético-MG (19)
2010 - Jonas, do Grêmio (23)
2011 - Borges, do Santos (23)
2012 - Fred, do Fluminense (20)
2013 - Éderson, do Athletico (21)
2014 - Fred, do Fluminense (18)
2015 - Ricardo Oliveira, do Santos (20)
2016 - Fred, do Fluminense e, depois, do Atlético-MG, William Pottker, da Ponte Preta, e Diego Souza, do Sport (14)
2017 - Jô, do Corinthians, e Henrique Dourado, do Fluminense (18)
2018 - Gabriel Barbosa, do Santos (18)


Fonte: https://www.lance.com.br/flamengo/outro-patamar-bruno-henrique-iguala-zico-encosta-gabigol-acirra-briga-pela-artilharia.html

Curta nossa Página




Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário