quinta-feira, 16 de maio de 2019

Monstro? Rodrigo Caio "mostra a cara" e pode se tornar símbolo de um Fla equilibrado



​O ​Flamengo não foi brilhante diante do Corinthians. Longe disso. Mas se aproveitou da melhor qualidade técnica para criar as melhores (porém poucas) chances e largar em vantagem nas oitavas de final da Copa do Brasil mesmo atuando fora de casa. Embora o gol de Willian Arão seja o símbolo do triunfo por 1 a 0, muito mais que decisivo na frente, o Rubro-Negro foi perfeito em seu sistema defensivo, com o trio formado pelos zagueiros Léo Duarte e Rodrigo Caio e o volante Cuéllar fazendo uma partida impecável.



A equipe comanda por Abel Braga soube se adaptar à pressão de Itaquera e neutralizou todas as jogadas do adversário. Rodrigo Caio, por exemplo, terminou o confronto como o líder de rebatidas (12) e desarmes (5), empatado neste quesito com o lateral-esquerdo Renê (dados do Footstats). E esta sua segurança do ex-são-paulino, que se repete a cada partida do Fla e que o coloca mais uma vez entre os possíveis convocados de Tite para vestir a camisa da seleção brasileira na Copa América, foi passada quase que por osmose aos demais companheiros.

De alguns jogos para cá, o time carioca parece ter adquirido uma estabilidade para encarar confrontos complicados sem se deixar levar pelo ambiente. Se antes a qualidade técnica de seus meio-campistas e atacantes é que vinha fazendo a diferença, agora o tão sonhado equilíbrio parece estar sendo alcançado. Claro, ainda falta. Não se pode dizer que tudo está certo, mas o caminho é de luz. E tendo jogadores que garantam suporte atrás para que o talento prevaleça na hora de decidir uma partida, tudo fica mais fácil.


Fonte: https://www.90min.com/pt-BR/posts/6369633-monstro-rodrigo-caio-mostra-a-cara-e-pode-se-tornar-simbolo-de-um-fla-equilibrado

Curta nossa Página




Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário