terça-feira, 14 de maio de 2019

Mercadão do Flamengo: Filipe Luis fica para depois, dirigentes viajam por Rafinha, e zagueiros no radar



A passagem dos dirigentes do Flamengo pela Europa já está em sua segunda escala. Marcos Braz e Bruno Spindel deixaram Madrid e já estão na Alemanha. Em Munique, vão se encontrar pessoalmente com Rafinha, o mais viável dos presentes que foram buscar no Velho Continente. A definição sobre Filipe Luís ficou para depois da Copa América.



Apesar da expectativa criada com a viagem, a postura da dupla é de paciência para condução de negociações que vão além das questões financeiras. O Flamengo busca quatro nomes no mercado europeu - some aos laterais um outro jogador da Bundesliga e mais um também ainda sigiloso.

O clube tem bem definida a busca por laterais, um zagueiro e um segundo volante para disputar posição com Willian Arão. O radar, no entanto, está ligado mirando todos os continentes, principalmente no que diz respeito a zaga.

O GloboEsporte.com fez um amarradão da situação das negociações e sondagens em curso para atualizar o torcedor rubro-negro. A ansiedade por novidades, no entanto, dificilmente chegará ao fim antes das cinco rodadas restantes do Brasileirão e do mata-mata com o Corinthians pela Copa do Brasil até a parada para Copa América:



Rafinha - O mais provável
O lateral-direito se emocionou em coletiva de adeus ao Bayern de Munique nesta terça-feira, mas ainda tem mais dois compromissos antes de encerrar a passagem pelo clube alemão: a rodada decisiva da Bundesliga, sábado, e a final da Copa da Alemanha, uma semana depois.

A expectativa é de que Marcos Braz e Bruno Spindel sentem com Rafinha na próxima quinta ou sexta-feira para falar sobre a oferta do Flamengo. Lateral e clube chegaram a um consenso de valores ainda em janeiro, mas a negociação vai além da questão financeira.

Há 15 temporadas na Europa, o lateral-direito se cerca de todas os cuidados antes de bater o martelo para o retorno ao Brasil. Rafinha sabe que seria um passo definitivo, mas ainda tem ofertas do futebol europeu. Esta semana, o Benfica surgiu como interessado em seu futebol. Com boas propostas, o dilema na cabeça do lateral é voltar ao futebol brasileiro ou não. Questão de projeto e não dinheiro.



A presença dos dirigentes rubro-negros na Europa faz parte deste processo de convencimento, reafirmando o projeto de protagonismo em um Flamengo que ambiciona grandes conquistas para próxima temporada. O afeto demonstrado pela torcida em redes sociais cativa o jogador, que estreitou relações com o vice de futebol Marcos Braz desde o fim do ano passado.

O processo de persuasão tem sido constante ao longo dos últimos meses e contou com o apoio até mesmo do promoter carioca Gagau Tavares, em visita recente a Munique. Em visita informal, o amigo pessoal de Rafinha falou sobre os prós de uma transferência para o Rubro-Negro e a vida no Rio de Janeiro em papel semelhante ao desempenhado na negociação por Gabigol no fim do ano.



Filipe Luís - Só depois da Copa América
Os encontros em Madrid foram positivos e agradaram as duas partes, mas Filipe Luís e Flamengo ainda estão distantes da possibilidade de um final feliz. Uma coisa é certa: o martelo não será batido antes do fim da participação do Brasil na Copa América (a competição vai até 7 de julho). O lateral-esquerdo é nome certo na lista de Tite e optou por manter aberto o mercado na Europa.

Apesar de ver com bons olhos tanto a proposta financeira quanto o projeto esportivo apresentado pelo Flamengo, Filipe reforço que a prioridade é permanecer no Velho Continente. A permanência no Atlético de Madri não está descartada. O bom relacionamento estabelecido oito temporadas pesa para que o jogador não encerre as negociações.



Mesmo que não fique nos Colchoneros, Filipe Luís aguarda ofertas concretas que clubes da Europa em condição de brigar por títulos. O lateral tem definido que não seguirá para uma equipe de meio de tabela. Esta espera por um clube que cumpra suas expectativas é o que faz com que nenhuma decisão seja tomada antes do fim da Copa América. Julho é o mês onde a janela está mais aquecida na Europa.

Em resumo, a condição para que Filipe Luís opte por abrir mão da estabilidade conquistada em 15 anos de Europa e retorna ao Brasil seria a ausência de ofertas de um clube capaz de disputar troféus, o que ele tem a certeza que aconteceria no Flamengo. É consenso entre o atleta e a família de que em condições igualitárias e permanência no cenário europeu será a opção.



Zagueiros - Brasileiros e chileno no radar
O Flamengo tem definido de que é necessário contratar um jogador para ser titular indiscutível ao lado de Rodrigo Caio, mas não tem pressa em sua ação no mercado. Ex-Corinthians, Gil é um dos alvos, mas os valores apresentados na primeira sondagem são inviáveis. Procurado pelo Shandong Luneng para renovar, o zagueiro já decidiu que não ficará na China e tem ainda o interesse de Corinthians e Grêmio. O Rubro-Negro não entrará em leilão.

Nomes menos cotados também estão no radar, mas não passaram de sondagens. São os casos do brasileiro Bruno Viana, do Sporting Braga, de Portugal, e do chileno Igor Lichnovsky, do Cruz Azul, do México. O Flamengo avalia possibilidades no mercado em busca de um tiro certeiro.


Fonte: https://globoesporte.globo.com/futebol/times/flamengo/noticia/mercadao-do-flamengo-filipe-luis-fica-para-depois-dirigentes-viajam-por-rafinha-e-zagueiros-no-radar.ghtml

Curta nossa Página




Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário