segunda-feira, 20 de maio de 2019

Conselho do Flamengo absolve ex-presidente Eduardo Bandeira de Mello



O Conselho de Administração do Flamengo decidiu, nesta segunda-feira à noite, absolver o ex-presidente Eduardo Bandeira de Mello após acusação de ter interferido no processo de escolha das cores das chapas na última eleição, realizada em dezembro.



Antes da votação, Eduardo Bandeira de Mello se defendeu por 15 minutos. Flávio Willeman, ex-vice jurídico, fez a defesa do ex-presidente. Depois, 88 conselheiros votaram: 47 contra a suspensão e 41 a favor.

A atual gestão, comandada pelo presidente Rodolfo Landim, se articulou para tentar a suspensão de Eduardo Bandeira de Mello. Quatro vices, inclusive, pediram licença para participar da votação: Luiz Eduardo Baptista, o BAP (Relações Externas), Gustavo Oliveira (Comunicação e Marketing), Wallim Vasconcelos (Finanças) e Adalberto Ribeiro (Gabinete). O vice geral e jurídico, Rodrigo Dunsshe, também participou, mas não precisou se afastar por ser membro nato do Conselho.

Em contrapartida, antigos e conhecidos nomes da Gávea fizeram "campanha" prol Bandeira na votação no Conselho de Administração. Kleber Leite e Marcio Braga, por exemplo, estavam do lado do ex-presidente. A mobilização deu resultado e ajudou a evitar a suspensão do ex-dirigente.

O julgamento foi presidido por Delair Dumbrosck, vice-presidente do CoAd, uma vez que o presidente Bernardo Amaral está envolvido no processo e, por isso, impedido de presidir a sessão. Os votos são secretos.








Fonte: https://globoesporte.globo.com/futebol/times/flamengo/noticia/conselho-do-flamengo-absolve-ex-presidente-eduardo-bandeira-de-mello.ghtml

Curta nossa Página




Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário