segunda-feira, 30 de outubro de 2017

Estatísticas reafirmam crescimento do Flamengo no setor defensivo



A cada jogo disputado, o elenco do Flamengo passa mais confiança defensiva. Esta afirmação não é confirmada apenas pelo baixo número de gols sofridos (são seis nos últimos dez jogos), mas também pelas estatísticas dos envolvidos no setor.

Na partida disputada contra o Vasco da Gama, no último sábado (28), a dupla de zaga titular, formada por Juan e Rhodolfo, teve atuação destacada. O camisa 4, muito elogiado pela classe que vem demostrando nos jogos, disputou 14 bolas contra os adversários e venceu 11 vezes. Já Rhodolfo teve precisão ainda maior: ganhou 12 das 13 disputas de bola que teve com jogadores cruzmaltinos. Enquanto o camisa 44 executou todas as ações no campo de defesa, o veterano zagueiro rubro-negro se aventurou no ataque, executando três desarmes no campo do adversário. Somados, os dois chegaram à impressionante marca de 34 interceptações e recuperações de bola durante a partida.

Os bons números não se limitam aos zagueiros. Na mesma partida, o volante Márcio Araújo acertou todos os quatro desarmes que tentou. O camisa 8 obteve 64% de acerto nas disputas de bola que teve no campo defensivo. O companheiro de posição Willian Arão mostrou sua importância também para a recomposição do time: contra o Vasco, de um total de seis disputas de bola, levou a melhor em quatro. Apesar da maior participação ofensiva, Arão teve sete interceptações e duas recuperações de bola na partida. Araújo teve dez interceptações e 11 recuperações.

A segurança defensiva do Mais Querido tem papel primordial na busca pelos objetivos na temporada. O Flamengo enfrenta nesta quarta mais um grande desafio: o clássico contra o Fluminense vale vaga na semifinal da Conmebol Sul-Americana. Se não levar gols, o Rubro-Negro garante vaga na sequência da competição continental.

Fonte: http://www.flamengo.com.br/site/noticia/detalhe/26246/estatisticas-reafirmam-crescimento-do-flamengo-no-setor-defensivo





Curta nossa Página



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário