Mauro Cezar: Elenco do Flamengo foi vencedor, mas hoje é perdedor




Uol: O atual elenco do Flamengo viveu dias de glórias em 2019 e 2020 e entrou para a história do clube. Desde o ano passado, porém, os ventos mudaram no Ninho do Urubu e os badalados jogadores rubro-negros acumulam decepções e vice-campeonatos. Caso não consiga reverter a vantagem de 2 a 0 do Fluminense na final do Campeonato Carioca, amanhã (2), às 18h no Maracanã, será o quarto vice da equipe em pouco mais de quatro meses.



No Posse de Bola #215 , transmitido pelo UOL Esporte nesta sexta-feira (1º), o jornalista Mauro Cezar Pereira não poupa ninguém após a quarta derrota consecutiva do Flamengo para o Fluminense. Ele critica a evolução do trabalho do técnico Paulo Sousa, mas destaca que o atual elenco rubro-negro, outrora vencedor, tem ficado no quase e colecionado fracassos.

"O que está acontecendo é muito claro, se repete há algum tempo. Entra um técnico, não faz aquilo que os jogadores querem e fica esse clima de insatisfação. Claro que o técnico também tem responsabilidade porque tenta botar em prática mudanças muito radicais que não está conseguindo fazer. É um momento que Paulo Sousa precisa ser flexível, ele não é o único culpado, tem responsabilidades, mas é evidente que os jogadores também têm que colaborar e entender que hoje eles são perdedores."



"Hoje o Flamengo, em março de 2022, tem um elenco de jogadores perdedores, as vitórias ficaram na temporada retrasada. Eles foram vice no Brasileiro, perderam a Copa do Brasil para o time do Alberto Valentim, o que é um vexame inaceitável, perderam a final Libertadores , perderam a Supercopa em cinco pênaltis que jogaram fora e agora podem perder o Carioca para o Fluminense, que foi eliminado pelo Olimpia recentemente vivendo uma crise com seu principal jogador negociado", acrescenta Mauro.

"Então, hoje, eles são perdedores. Eles que têm que mudar esse negócio, não adianta botar só a culpa no técnico, o torcedor que culpa só o técnico está sendo ingênuo. Hoje os jogadores entregam só fracassos e derrotas, o vice de novo vai ser cantado pelos adversários, não pela torcida do Flamengo", completa o colunista do UOL .



Arnaldo Ribeiro credita parte da complacência do elenco do Flamengo à ausência de comando no Ninho do Urubu. Segundo ele, os dirigentes também se acomodaram e usaram as glórias recentes para alavancarem suas carreiras pessoais, deixando o clube em segundo plano.

"Está claro que falta comando, apesar de os comandantes serem os mesmos há muito tempo e usufruírem de seus cargos. Não foi só os jogadores campeões de 2019 que se deslumbraram, foram muitos dirigentes de 2019 que se deslumbraram e usaram o holofote absurdo do Flamengo para promoverem carreiras solo."



"Não é só jogador que virou DJ, tem dirigente que virou vereador, outro que virou CEO e diretor, e eles estão atrelados aos jogadores. A panela dos jogadores é a mesma dos dirigentes, e aí fica muito difícil para os treinadores, porque Marcos Braz, Landim, ninguém vai puxar a orelha do Gabigol , Bruno Henrique, Arão ou do Diego Alves, pelo contrário. Eles renovam contrato, deixam todos ali e o treinador que se vire, entregando a chave do CT. Se não tiver respaldo, não adianta", diz Arnaldo.

Vale lembrar que, nas eleições municipais de 2020, o vice-presidente de futebol do Flamengo, Marcos Braz, foi eleito vereador pelo Rio de Janeiro. No mês passado, o presidente do clube, Rodolfo Landim, foi indicado pelo Governo Federal para comandar o Conselho de Administração da Petrobras. Importante dizer, neste caso, que o mandatário fez carreira de 26 anos na estatal antes de assumir o Rubro-Negro.


- // -

VEJA AS ÚLTIMAS NOTÍCIAS



Imagem: Divulgação
Mauro Cezar: Elenco do Flamengo foi vencedor, mas hoje é perdedor Mauro Cezar: Elenco do Flamengo foi vencedor, mas hoje é perdedor Reviewed by NF on abril 01, 2022 Rating: 5

Nenhum comentário

Deixe seu comentário