sexta-feira, 29 de outubro de 2021

Algazarra interna irritou jogadores do Flamengo e fez clima azedar até com presidente, diz jornal




ESPN: A crise interna no Flamengo começa a tomar novas proporções após a eliminação da Copa do Brasil para o Athletico-PR. Segundo o jornal O Dia, rachas no departamento de futebol passam a ser mais aparentes.



O técnico Renato Gaúcho já não esconde sua insatisfação com o departamento médico da equipe, afirmando que jogadores lesionados não retornam no melhor estado físico. Esse sentimento é exposto pelo treinador desde sua chegada ao clube.

Antes da viagem para enfrentar o Red Bull Bragantino e o Fortaleza, Renato fez reunião a portas fechadas com a comissão permanente do clube. A recepção, porém, não foi das melhores, com alguns membros sentindo tom de ameaça vindo do comandante.



O trabalho de Renato nos treinamentos também tem sido criticado internamente, com pessoas considerando que o treinador possui baixo conhecimento tático e seus treinamentos são comandados, na maior parte do tempo, por seu auxiliar.

"Se tem 16 atletas disponíveis, ele joga oito para cada lado e puxa um treino em campo reduzido. Se é número ímpar, ele bota um atleta como 'coringa' e dá a mesma coisa, treino reduzido, uma espécie de coletivo. É sempre assim. O treino é o mesmo. Às vezes, em véspera de jogo, ele treina jogada ensaiada e pronto", relatou uma pessoa de dentro do clube à publicação.



Também há críticas sobre as comemorações de alguns funcionários em voos após as partidas. De acordo com a publicação, jogadores chegaram a reclamar de algazarra em momentos que gostariam de dormir ou descansar.

Na volta da semifinal da Conmebol Libertadores, até mesmo o presidente Rodolfo Landim chegou a se irritar por conta do atraso que foi causado na chegada por conta de festas causadas no voo.


- // -

VEJA AS ÚLTIMAS NOTÍCIAS



Imagem: Internet

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário