quarta-feira, 1 de setembro de 2021

Rio de Janeiro ou Brasília? Flamengo define onde jogará partida de volta das quartas de finais da Copa do Brasil




Torcedores.com: O Flamengo tomou a decisão nesta quarta-feira (1) de mandar o jogo de volta pela Copa do Brasil no Estádio Mané Garrincha contra o Grêmio.


A decisão da diretoria do Flamengo foi tomada no início desta tarde depois de contato com as autoridades de Brasília.

Nas últimas horas, o presidente do rubro-negro, Rodolfo Landim, estava negociando diretamente com o prefeito do Rio de Janeiro, Eduardo Paes, a liberação de público para o jogo no Maracanã.



As negociações estavam evoluindo bem e uma parcela de público estava prestes a ser liberada no Maracanã, pois a prefeitura trataria este jogo como “evento-teste” do estágio final da liberação de restrições na cidade.

No entanto, a confirmação de 30% da capacidade da utilização do Mané Garrincha animou o Flamengo, que pretende ter pelo menos 20 mil pessoas dentro do estádio desde início de agosto.



Cabe lembrar que Eduardo Paes chegou a liberar no início de agosto que o Flamengo jogasse com 10% de público liberado no Maracanã contra o Olimpia, mas com a liberação de 30% do público em Brasília, o rubro-negro passou a mandar os jogos na capital federal.

Além disso, a situação do coronavírus piorou na cidade do Rio de Janeiro. Apesar do avanço da vacinação, os números de casos, mortes e hospitalizações no Rio de Janeiro por causa da Covid-19 estão em crescimento há pelo menos duas semanas por causa da variante Delta.



Flamengo tentará utilizar liminar do STJD pela primeira vez

Com esta decisão e a intenção de jogar com público, o Flamengo tentará se utilizar pela primeira vez da decisão do STJD de jogar com presença da torcida em jogos dos campeonatos nacionais.

Esta liminar foi obtida no dia 4 de agosto em decisão tomada pelo presidente do STJD, Otávio Noronha. O Superior Tribunal de Justiça Desportiva divulgou nota oficial na época.



“Não cabe em princípio, à Entidade de Administração do Desporto, se imiscuir e negar vigência à execução do conjunto de medidas adotadas pelo Estado, para a retomada gradual das atividades – inclusive com reflexos na economia – por lhe faltar, além de competência, o adequado respaldo técnico e a legitimidade atribuída aos governantes democraticamente eleitos”

A CBF liberou a presença de público nas quartas de final da Copa do Brasil desde que os dois clubes do confronto pudessem jogar com a presença de torcedores. No jogo de ida, o Grêmio não pôde receber torcedores na Arena pois o governador Eduardo Leite vetou.

Até o momento, a Confederação Brasileira de Futebol não se pronunciou em relação à esta situação.



- // -

VEJA AS ÚLTIMAS NOTÍCIAS



Imagem: Alexandre Vidal

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário