terça-feira, 22 de setembro de 2020

Flamengo supera desfalques, vence Barcelona-EQU e reduz pressão



Após a goleada por 5 a 0 para o Independiente del Valle, um surto de covid-19 que agitou o ambiente e as indefinições sobre a realização do jogo, o Flamengo superou os 11 desfalques e venceu hoje (22) o Barcelona-EQU por 2 a 1, no Estádio Monumental, com gols de Pedro e Arrascaeta (Martínez descontou).

A equipe foi bem sobretudo no primeiro tempo, quando construiu o triunfo, mas sentiu o desgaste na etapa final da partida. Com muitos garotos no banco, Domènec Torrent, que ganhou mais sossego com o resultado, evitou mexer demais no time, que teve de se desdobrar para garantir a vitória. 

Com o resultado, o Rubro-negro chega aos nove pontos e fica em boa situação para se classificar no Grupo A. O Barcelona, com zero ponto, está eliminado. O Fla volta as atenções para o Brasileiro e volta a jogar pela Libertadores no dia 30 deste mês, quando terá uma "revanche" contra o Del Valle.

Gerson gasta a bola no meio
Com a sustentação de Thiago Maia e Willian Arão no meio, Gerson teve espaço de sobra para circular e teve grande atuação em Guayaquil. O camisa 8 distribuiu bons passes, chegou na frente e ditou o ritmo rubro-negro no jogo. Outro destaque rubro-negro foi Pedro. Autor de um gol, o atacante se aproximou para tabelas e fez com precisão o papel de pivô. 

Flamengo mais móvel arranca a vitória
O Flamengo passou por cima das dificuldades e fez um bom jogo em Guayaquil. Com um time com mais mobilidade do meio para frente, a equipe foi melhor que os donos da casa os donos da casa, embora tenha sofrido na etapa final. Ante um rival frágil e que se lançou ao ataque na base do abafa, a equipe assumiu o protagonismo e cumpriu seu papel com muita entrega. A defesa, que não passava por grandes grandes problemas, cochilou em uma bola longa que resultou no gol de Martínez e andou batendo cabeça perigosamente.

Barcelona cresce na etapa final
O primeiro tempo do Barcelona foi marcado por um futebol pobre e muitas falhas no sistema defensivo, o que quase custou o jogo aos donos da casa. A equipe de Fabián Bustos melhorou na parte final da etapa inicial e voltou melhor para os últimos 45 minutos. Mais organizado, o time conseguiu chegar com mais contundência ao gol de César, embora de forma meio desordenada, e chegou a diminuir o placar. Faltou mais volume e qualidade para endurecer a partida contra um time melhor. 

Arroyo assusta César
Em uma das falhas de posicionamento durante o jogo, a defesa do Flamengo cochilou e Arroyo recebeu com muita liberdade pelo bico do lado direito da área. O jogador do Barcelona ajeitou, mirou e bateu de curva. César só olhou e a bola passou perto da trave.

Thuler faz o dever de casa
Escalado para compor a lateral direita, o zagueiro Thuler tratou de guardar a posição e não comprometeu. Atuando praticamente como um terceiro zagueiro, o jovem não se aventurou no ataque e deixou Everton Ribeiro com mais liberdade para criar. O jogador deu um vacilo que quase resultou em gol de Arroyo e foi substituído por Ramon no segundo tempo.

Velho conhecido no Barcelona
O torcedor do Flamengo se deparou com um jogador que já foi rival do clube, mas vestindo a camisa do Fluminense. Hoje no Barcelona, o volante Orejuela ficou marcado pela decisão do Carioca de 2017. Após a expulsão do goleiro do Flu, o volante assumiu a posição e ainda levou um gol de Rodinei. No jogo de hoje, atuação apagada e um cartão amarelo.

Cronologia
Aos 5 minutos de jogo, Pedro recebeu de Gerson e bateu para abrir o placar. Aos 25, Arrascaeta recebeu de Everton Ribeiro, matou e bateu sem chances para Burrai. Com três da etapa final, Martínez diminuiu. 

Bom gramado
Ao contrário do Maracanã, o gramado do estádio do Barcelona estava um tapete. Em ótimas condições, o campo do Monumental fez com que a bola rolasse sem problemas no jogo.

- // -

> Veja as últimas informações sobre o Mengão em nossa página principal, Clique Aqui



Fonte: https://www.uol.com.br/esporte/futebol/ultimas-noticias/2020/09/22/barcelona-x-flamengo.htm

CURTA NOSSA PÁGINA



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário