sábado, 3 de outubro de 2020

Flamengo recorre à formula antiga do clube e meninos voltam a resolver



"Craque o Flamengo faz em casa". A máxima adotada deste o final da década de 70 voltou a fazer sentido na Gávea e foi adotada pelo clube em tempos de dificuldade.





Com muitas baixas causadas por casos de Covid-19 e lesões, o Rubro-Negro se viu obrigado a recorrer à base e não se decepcionou. Ante tantos problemas, nomes como Hugo, Natan e Ramon se destacaram contra Palmeiras e Del Valle e passaram a ser opções.


Os astros seguem intocáveis até o momento, é claro, mas os meninos deram passos importantes nessa corrida por um lugar ao sol.





"Quando vai subindo a sua idade, vem gente atrás de você. Se o seu nível não sobe, quem vem atrás acaba passando. Eles (jovens) ajudaram e trouxeram muita coisa. Ganharam o respeito de todo mundo", disse o o auxiliar Jordi Guerrero, após a vitória da última quarta-feira (30) sobre os equatorianos.


Ontem (2), os atletas rubro-negros cumpriram o protocolo da Confederação Brasileira de Futebol e passaram por uma nova bateria de exames. O olhar está voltado para a segunda leva de infectados, que cumprem quarentena desde a quarta da semana passada.





Caso testem negativo, estes jogadores estarão aptos para o jogo de amanhã (4) contra o Athletico-PR , às 16h, no Maracanã, pelo Brasileirão , visto que terão cumprido o prazo de resguardo de dez dias. Isso não quer dizer, no entanto, que todos serão utilizados, já que o Rubro-Negro está mais aliviados após a volta do primeiro grupo dos contaminados.


Gabriel Batista, Thuler, Rodrigo Caio, Léo Pereira, Gustavo Henrique, Isla, Matheuzinho, Filipe Luís, Diego, Bruno Henrique, Michael, Everton Ribeiro, Noga, Pepê, Arão, João Gomes, Muniz, Renê e Vitinho foram todos jogadores contaminados desde os confrontos contra o Del Valle e o Barcelona.





Os atletas que já estão às ordens são: César, Hugo Souza, João Fernando, Natan, Ramon, Lázaro, Gerson, De Arrascaeta, Thiago Maia, Pedro, Lincoln, Vitinho, Isla, Matheuzinho, Filipe Luís, Diego, Bruno Henrique, Michael e Guilherme Bala.


"Houve muitos casos de Covid e muitas lesões, isso fez a equipe muito forte. O Flamengo vai competir em todas as partidas. Quando há adversidades, as pessoas se juntam e se ajudam. Isso nos juntou mais", analisou Jordi Guerrero.


- // -

> Veja as últimas informações sobre o Mengão em nossa página principal, Clique Aqui



Fonte: https://www.uol.com.br/esporte/futebol/ultimas-noticias/2020/10/03/flamengo-recorre-a-formula-antiga-do-clube-e-meninos-voltam-a-resolver.htm

CURTA NOSSA PÁGINA



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário