quarta-feira, 29 de julho de 2020

Menos da metade de Jesus: veja valores que o Flamengo pagará por Domènec Torrent



Enquanto o Flamengo aguarda apenas a assinatura no papel, o ge apurou os valores envolvidos na negociação com o técnico Domènec Torrent. O catalão e sua comissão vão receber 1,5 milhão de euros por ano (cerca de R$ 9 milhões na cotação atual) - a parte do técnico será entre R$ 750 mil e R$ 800 mil mensais . Jorge Jesus e seu staff, que tinha sete profissionais, recebiam mais do que o dobro: 3,5 milhões de euros ( cerca R$ 21 milhões) anuais.


A expectativa é de que o acordo entre Flamengo e o treinador seja sacramentado e anunciado nesta quinta ou no máximo até sexta.

O vínculo de Dome com o Flamengo será até 31 dezembro de 2021. Por esse período, ele e sua comissão receberão, no total, 2,25 milhões de euros (cerca de R$ 13,5 milhões). Com eventuais premiações por conquistas, o valor sobe.


O vice de futebol Marcos Braz e o diretor Bruno Spindel só retornam ao Brasil quando tudo estiver sacramentado no papel. A palavra "conceito" foi muito utilizada pela dupla durante a busca pelo técnico, que deveria ter um estilo ofensivo, assim como Jorge Jesus. Nas conversas com Domènec, perceberam que ele tem uma ótima leitura de jogo e a aposta é de que seus treinamentos vão chamar muita atenção.

Comissão técnica é desenhada

Torrent trará ao Brasil três profissionais: o auxiliar Jordi Guerrero, o analista Jordi Gris e mais um preparador físico, que ainda não foi definido. Há também a possibilidade de Maurício Souza, técnico do sub-20, ser mantido no grupo por já conhecer o dia a dia do clube.


Na preparação física, existe a chance de o preparador físico Roberto Júnior, o Betinho, ser efetivado como número 1 caso Torrent não defina um nome para o cargo. Ele é quem mais esteve próximo dos portugueses na passagem vitoriosa e recebeu elogios rasgados de Mário Monteiro antes de seguir para o Benfica.

Os gringos da nova comissão técnica

Jordi Guerrero é uma novidade no grupo. Ele não trabalhou com Domènec Torrent no New York City FC, o último trabalho do catalão como treinador. Guerrero tornou-se conhecido como auxiliar de Pablo Machín em clubes como Girona, Espanyol e Sevilla. Ele era o responsável por trabalhar as bolas paradas com o treinador.

Já Jordi Gris esteve com Torrent no New York, após passagem pela Índia. Ele foi olheiro das categorias de base do Barcelona e também fez parte da comissão técnica de Pep Guardiola no Barcelona B. Ele sabe falar português, o que seria de grande ajuda no processo de adaptação de Torrent no Brasil.


Fonte: https://globoesporte.globo.com/futebol/times/flamengo/noticia/menos-da-metade-de-jesus-veja-valores-que-o-flamengo-pagara-por-domenec-torrent.ghtml

CURTA NOSSA PÁGINA




Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário