domingo, 10 de maio de 2020

Há 103 anos, Flamengo ia a campo com o seu primeiro jogador negro e estreava em jogos internacionais



Diante de indefinições quanto ao prosseguimento desta temporada, as lembranças de glórias e marcos afloram nos torcedores. E, neste dia 10 de maio, completa-se 103 anos de uma memória distante, mas marcante na história do Flamengo. Isso porque, nesta mesma data em 1917, o Rubro-Negro ia a campo com o seu primeiro jogador negro, Arthur Friedenreich, e estreava em jogos internacionais, contra o Sportivo Barracas, da Argentina.


Emprestado pelo Ypiranga-SP, Arthur Friedenreich jogou pelo Flamengo e marcou época em um de seus brilhantes capítulos da carreira. Ele é considerado o primeiro jogador negro no futebol profissional, que, ainda no início do século XIX, era praticado majoritariamente por brancos.

Conhecido como "El Tigre", Friedenreich era filho de Oscar, um comerciante alemão, e Mathilde, uma trabalhadora doméstica filha de escravos libertos. Pelo Fla, contra a citada equipe argentina, iniciou o jogo entre os titulares e foi a principal atração da tarde.

A partida amistosa terminou empatada em 1 a 1, sendo que o gol do Flamengo foi marcado por outro personagem marcante: Gustavo Adolpho de Carvalho, o Gustavinho, que também foi o responsável pelo primeiro gol da história do clube, em 1912, quando ainda usava-se o uniforme "Papagaio de Vintém" e em peleja diante da Mangueira, vencida por 16 a 2. Ele também tornou-se presidente da instituição, de 1939 a 942.


MAIS SOBRE O JOGO (E O ESTÁDIO)

ESTÁDIO DA RUA PAYSANDU
Imagem do histórico Estádio da Rua Paysandu, que tinha capacidade para 15 mil torcedores (Foto: Reprodução)

Cinco dias antes, após viagem de navio, os argentinos do Sportivo Barracas foram recebidos por jogadores e dirigentes do Fla. Para os mais novos, o palco do confronto do dia 10 causará estranhamento: o Estádio da Rua Paysandu, a primeira casa rubro-negra, cujo campo era cercado por arquibancadas de madeira e ficava localizado em local que hoje pertence ao bairro das Laranjeiras, com diversas palmeiras centenárias ao redor.

Nas publicações da ocasião, foi retratado um "team" do Flamengo com "uma postura de passes inteligentemente combinados". O foco do noticiário era mesmo Arthur Friedenreich, chamado até de "inegualável forward pauslita".


Segundo clube argentino a visitar o Brasil (o primeiro foi o Estudiantes, em 1910), o Barracas ainda enfrentou um combinado nacional quatro dias antes de encarar o Flamengo. Da primeira vez, levou gol do icônico Arthur Friedenreich.

A ESCALAÇÃO DO FLAMENGO

A equipe rubro-negra foi composta por: Baena; Antonico, Nery; Japonez, Sydney Pullen, Gallo, Carregal, Friedenreich, Salema, Gustavinho e Riemer.


Fonte: https://www.lance.com.br/flamengo/103-anos-campo-com-seu-primeiro-jogador-negro-estreava-jogos-internacionais.html

Curta nossa Página




Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário