terça-feira, 21 de abril de 2020

Eduardo Bandeira de Mello descarta possibilidade de voltar à presidência do Flamengo: “Acho que já cumpri minha missão”



Eduardo Bandeira de Mello ficou à frente do Flamengo por seis anos e, de 2013 a 2018, o ex-presidente do Mais Querido foi um dos principais responsáveis pela reestruturação financeira do clube. Com uma gestão mais ‘empresarial’ e que recebia muitas críticas por ‘deixar o futebol de lado’, a era de Eduardo Bandeira organizou os cofres do Rubro-Negro e permitiu a mudança de patamar vista nos dias de hoje. Nesta segunda-feira (20), o ex-mandatário descartou a hipótese de retornar ao comando do Mengão.


– Olha, eu não tenho essa intenção, não. Eu acho que já cumpri minha missão, dei minha contribuição. Nesses seis anos, fiz o melhor que pude. Felizmente, eu tenho o reconhecimento da galera que entende que não foi à toa, mas, sinceramente, não tenho a intenção de voltar. Espero que o Flamengo siga numa rota de responsabilidade, profissionalismo. Existem vários rubro-negros em quem eu confio e acho que poderiam ser excelentes presidentes do Flamengo e podem contar com o meu voto, meu apoio e, eventualmente, com algum conselho que possa vir a ser necessário -, afirmou Bandeira de Mello, em entrevista ao Fora de Jogo, do Esporte Interativo.

O primeiro triênio de Bandeira foi de 2013 a 2015, com a eleição da chapa azul. Na ocasião, Eduardo de Mello disputou a presidente com Patrícia Amorim, que tentava a reeleição, e Jorge Rodrigues, mas venceu com larga vantagem para Patrícia, segunda colocada. Em 2015, Bandeira se reelegeu para comandar o clube até 2018, deixando para trás os adversários Wallim Vasconcellos e Cacau Cotta


Fonte: https://colunadofla.com/2020/04/eduardo-bandeira-de-mello-descarta-possibilidade-de-voltar-a-presidencia-do-flamengo-acho-que-ja-cumpri-minha-missao/

Curta nossa Página




Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário