sexta-feira, 3 de janeiro de 2020

PVC: Flamengo trabalha para time inteiro de 2019 jogar junto em 2020



A Internazionale não recebeu nenhuma proposta oficial, nem de Chelsea, nem de West Ham, nem de Tottenham, por Gabriel. Ou seja, a situação do atacante do Flamengo, cujo contrato se encerrou em 31 de dezembro, segue igual. Se Gabriel quiser jogar no Flamengo, o clube brasileiro pode consolidar o acordo preliminar que possui com a Internazionale, pagar em torno de 16 milhões de euros por 80% do contrato e seguir com o artilheiro do Brasil em 2020.


A tentativa de convencimento de Gabriel passa pelo fato, quase incontestável, de que se jogar no mesmo nível do ano passado, é impossível ficar fora da seleção brasileira e, por conseqüência, inevitável que Tite o convoque para a Copa do Mundo do Catar, em 2022.

Paralelamente a isso, o Flamengo negocia a renovação de Bruno Henrique. O conceito é que um jogador com o nível de atuação do atacante rubro-negro precisa ter o reconhecimento depois de ter sido o melhor, ou segundo melhor jogador brasileiro do ano passado. Ninguém na Gávea exclui a hipótese de chegar uma proposta de algum lugar que possa pagar mais. Mas faz tudo o que pode para manter Bruno Henrique.


O contrato é de dois anos e deve ser estendido.

Ná Gávea, há quem diga que a chance de o time titular de 2019 começar 2020, quando o Flamengo de fato voltar das férias, é de 70%. Não será assim no início do Campeonato Carioca, porque a decisão é de iniciar o estadual com a equipe sub-20. Mas esta porcentagem vale, por exemplo, para o jogo da Supercopa do Brasil, em 16 de fevereiro, contra o Athletico Paranaense.

Muita coisa mudou no futebol brasileiro desde que o Flamengo de Zico foi campeão mundial de 1981. A principal foi o crescimento do êxodo de jogadores para o exterior. A vitória sobre o Liverpool, em 13 de dezembro de 1981, foi sucedida pela abertura do Brasileirão, em 20 de janeiro de 1982. Em campo, estavam dez titulares, na vitória de virada por 3 x 2 sobre o São Paulo: Raul, Leandro, Marinho, Mozer e Júnior; Andrade, Adílio e Zico; Chiquinho, Nunes e Lico. Só Tita não jogou.


Mas no dia 16 de fevereiro, vitória por 4 x 3 sobre o São Paulo, os onze titulares estavam em campo, pela quarta e última vez na história: Raul, Leandro, Marinho, Mozer e Júnior; Andrade, Adílio e Zico; Tita, Nunes e Lico.

O trabalho do Flamengo atual é para ter Diego Alves, Rafinha, Rodrigo Caio, Pablo Marí e Filipe Luís; William Arão; Éverton Ribeiro, Gérson e De Arrascaeta; Bruno Henrique e Gabriel juntos por mais vezes. Até hoje, eles jogaram os onze em conjunto em oito partidas. São seis vitórias, um empate e uma derrota, contra o Liverpool.


Fonte: https://pvc.blogosfera.uol.com.br/2020/01/03/flamengo-trabalha-para-time-inteiro-de-2019-jogar-junto-em-2020/

Curta nossa Página




Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário