terça-feira, 7 de janeiro de 2020

Após saída de Pelaipe, Fla permanece em silêncio; Muros da Sede da Gávea amanhecem pichados



A decisão pela não permanência de Paulo Pelaipe ferveu os bastidores da Gávea, e, passada as primeiras horas do ocorrido, o Flamengo segue em silêncio sobre o assunto, assim como os principais dirigentes envolvidos. Marcos Braz, vice-presidente de futebol que tinha em Pelaipe homem de confiança no dia a dia do CT, não se manifestou, assim como o ex-gerente.


A indicação é que esperam uma manifestação por parte do clube, explicando a saída do dirigente após o mesmo ter sido acordada a manutenção do trabalho em dezembro, com o aval de Braz. O fato do VP de futebol não ter sido consultado expôs o "racha interno" existente entre correntes na Gávea.

O Flamengo, de forma oficial, e nenhum membro da direção se pronunciou até o momento. Também não houve um comunicado oficial - via assessoria ou nota no site sobre a saída de Pauio Pelaipe.


A entrevista coletiva de Marcos Braz, Bruno Spindel e Paulo Pelaipe, que estava prevista para esta tarde, na reapresentação do elenco no Ninho do Urubu, foi cancelada.

GÁVEA AMANHECE PICHADA

A indignação da torcida por conta da decisão logo ficou clara nas redes sociais, com a #ForaBap e os nomes de Braz, Pelaipe e do presidente Rodolfo Landim entre os assuntos mais comentados no Twitter. Na madrugada, os muros da Sede da Gávea foram pichados em protesto a saída do gerente de futebol.

"Fora Bap", "Fechado com Braz" e "Fora X-Tudo" (empresa responsável pelas redes sociais do clube), foram as mensagens escritas na sede do Flamengo.


Fonte: https://www.lance.com.br/flamengo/silencio-braz-pelaipe-aguardam-explicacoes-muros-sede-gavea-amanhecem-pichados.html | Foto: Venê Casagrande

Curta nossa Página




Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário