terça-feira, 26 de novembro de 2019

Tricampeão da Libertadores, mental coach do Flamengo destaca grupo: 'Tem decisões que nos orgulham'



A vitória de virada sobre o River Plate, da Argentina, garantiu ao Flamengo o bicampeonato da Libertadores após 38 anos do primeiro título do time de Zico. Foi uma mostra da confiança e do trabalho realizado por Jorge Jesus e sua comissão tècnica, que chegou ao clube em junho. É o caso, por exemplo, de Evandro Mota, único brasileiro a integrar a equipe do Mister há cinco anos, e que destacou o grupo de jogadores com quem lida dia a dia no Rio de Janeiro.


- Este grupo é fantástico. Eles têm decisões que cada vez mais nos orgulham pois estão coordenadas com a ideia de equipe, e não de “euquipe”. Foi uma decisão dos jogadores (de levantarem a taça em conjunto). Fantástico. Não e à toa que estão conquistando o que estão conquistando. Muito trabalho, qualidade da metodologia do Jorge Jesus e pessoas muito especiais - exaltou.

A històrica virada sobre o River Plate não foi a primeira mostra de confiança e força do Flamengo sob o comando de Jorge Jesus. Foi assim contra o Fortaleza, pelo Brasileirão, e no duelo com o Emelec, nas oitavas de final da Libertadores.


O profissional, contudo, dá todos os méritos do sucesso à metodologia de trabalho implementada pelo Mister no time, que ainda foi campeão brasileiro.

Evandro Mota trabalhou no Cruzeiro, em 1997, no Internacional, em 2006, e no Flamengo, em 2019, todos times campeões da Liberta.
Evandro, que já havia participado das conquistas da Copa Libertadores por Internacional, em 2006, e Cruzeiro, em 1997, valorizou sobre o seu trabalho junto ao treinador e elenco, alèm de comentar o sentimento de ser tricampeão da América.

- A metodologia do Jorge Jesus prioriza sempre a equipe. Todas decisões são em função do que é melhor para a equipe. Nós procuramos trabalho da convivência para formar uma equipe forte, não da conveniência de um ou outro atleta para gerar resultado. Acreditamos no trabalho da equipe, essa é a metodologia do Jorge Jesus, com quem tenho muito orgulho de trabalhar há cinco anos - disse Evandro, antes de completar:


- Um prazer enorme. Minha terceira Libertadores. Campeão em 1997 com o Cruzeiro, em 2006 com o Inter e agora com o Flamengo. Simplesmente me adapto à metodologia do treinador. O que é aplicado é a metodologia do treinador para gerar confiança. E confiança não se conquista com conversinha. Se gera com bons treinamentos. O que fazemos é enfatizar algumas coisas para que exista essa confiança individual e coletiva.


GABIGOL PROCURA MELHORA EM 'ALGUNS ASPECTOS'

Gabriel Barbosa, artilheiro da Copa e com dois gols na final diante do River Plate (ARG), foi um dos grandes nomes da conquista da Libertadores pelo Flamengo. São 40 gols em uma temporada mágica do camisa 9, que, por outro lado, mostrou um descontrole emocional emocional em certos momentos de 2019. São três expulsões e 22 cartões amarelos em 54 jogos pelo Rubro-Negro.


Segundo Evandro Mota, o atacante está ciente de que precisa evoluir em certos aspectos - como já foi apontado por Jorge Jesus -, e Gabriel Barbosa está buscando isso enquanto continua a ser decisivo dentro das quatro linhas.

- Gabigol é muito especial. Tem 22 anos e tem consciência de que precisa melhorar em alguns aspectos. Está buscando isso. Está de parabéns. Mais uma vez teve gol de Gabigol - comentou Evandro Mota, na saída do Monumental, após a vitória por 2 a 1 sobre o River Plate, da Argentina, no ùltimo sàbado.


Fonte: https://www.lance.com.br/flamengo/tricampeao-libertadores-coach-mental-destaca-grupo-tem-decisoes-que-nos-orgulham.html

Curta nossa Página




Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário