sexta-feira, 13 de setembro de 2019

Campeão do 1º turno levou 75% dos campeonatos de pontos corridos



Flamengo e Santos fazem a “final” do turno do Brasileiro, mas a importância da “conquista” vai muita além do título simbólico. Nas 16 edições da competição em pontos corridos, quem fechou a primeira metade na liderança faturou o título em 75% das vezes (12).



O Santos já se beneficiou dessa situação em 2004, quando terminou o primeiro turno na ponta, com 41 pontos, e festejou o título após 46 rodadas — o Brasileiro daquele ano tinha 24 equipes.

O Flamengo, por sua vez, está no pequeno grupo que virou o turno fora da liderança, mas ao final das 38 rodadas — passou a ter 20 times desde 2006 — conquistou o título brasileiro de 2009. O “campeão simbólico” foi o Internacional, enquanto o Rubro-Negro fechou as primeiras 19 rodadas apenas na sétima colocação.



Além de 2009, os anos de 2008, 2012 e 2018 foram as temporadas em que os campeões do primeiro turno não mantiveram a tradição. Grêmio, Atlético-MG e São Paulo, respectivamente, perderam o título para São Paulo, Fluminense e Palmeiras.

Neste ano, Flamengo lidera o Brasileiro com 39 pontos, com o Santos na segunda colocação com 37.

Os vencedores de turno:


2003: Cruzeiro : 47 pontos – Campeão

2004: Santos: 41 pontos – Campeão

2005: Corinthians : 42 pontos – Campeão

2006: São Paulo: 38 pontos – Campeão

2007: São Paulo : 39 pontos – Campeão

2008: Grêmio : 41 pontos – São Paulo campeão

2009: Internacional : 37 pontos – Flamengo campeão

2010: Fluminense : 38 pontos – Campeão

2011: Corinthians : 37 pontos – Campeão

2012: Atlético-MG : 43 pontos – Fluminense campeão

2013: Cruzeiro : 40 pontos – Campeão

2014: Cruzeiro : 43 pontos – Campeão

2015: Corinthians : 40 pontos – Campeão

2016: Palmeiras : 36 pontos – Campeão

2017: Corinthians : 47 pontos – Campeão

2018: São Paulo : 41 pontos – Palmeiras campeão


Fonte: https://oglobo.globo.com/esportes/flamengo/flamengo-santos-75-dos-campeoes-em-pontos-corridos-venceram-1-turno-23944616

Curta nossa Página




Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário