quinta-feira, 1 de agosto de 2019

Vivos na Liberta e Brasileirão, Fla e Jorge Jesus saem de julho fortalecidos



Em junho, ao ser apresentado como técnico do Flamengo ao lado de Marcos Braz, Bruno Spindel, Carlos Noval e Paulo Pelaipe, Jorge Jesus e a cúpula de futebol já sabiam do desafio que teriam pela frente. Nas sete primeiras partidas do português, em 21 dias, estavam "em jogo" as classificações na Copa do Brasil e Libertadores e a manutenção da equipe entre os primeiros colocados do Brasileirão. Foram erros e acertos, chegadas de reforços e saídas, emoção de sobra neste período, do qual Jorge Jesus e time saem fortalecidos.



O confronto com o Emelec mostrou, até agora, o melhor e o pior do Flamengo sob o comando de Jorge Jesus. Se na ida, em Guayaquil, no Equador, as escolhas do técnico mostraram-se erradas e o time não se encontrou no George Capwell, onde foi derrotado por 2 a 0, o cenário no Rio de Janeiro foi muito diferente. Em especial nos 45 minutos iniciais, quando o Rubro-Negro amassou o rival e fez os gols necessários para levar a decisão para os pênaltis.

A sintonia entre torcida e time demonstrada nesta quarta-feira pode ser o maior reforço do clube para as finais que virão por aí. Viu-se no Maracanã um time agressivo e aguerrido, empurrado por uma torcida inflamada - e vice-versa - nas arquibancadas. As cobranças perfeitas de Arrascaeta, Bruno Henrique, Renê evidenciaram isso. Diego Alves, com uma defesa - e outra bola na trave - garantiu a classificação rubro-negra para as quartas de final da Libertadores.



Por uma vaga na semifinal da Copa do Brasil, o time fez um confronto equilibrado diante do Athletico, que conta com bons nomes e um sólido trabalho do técnico Tiago Nunes. A eliminação no Maracanã, nos pênaltis, "caiu nas costas" dos atletas, especialmente do camisa 10 Diego, que desperdiçou uma das cobranças, assim como o atacante Vitinho e o meia Everton Ribeiro.

Desde a chegada do Mister, o Flamengo diminuiu a diferença de pontos para o líder do Brasileirão. Foi de oito pontos - do Palmeiras - para cinco - do Santos. As chances dos títulos nacional e continental seguem vivas. E as cobranças serão pelas conquistas, mas o time, e Jorge Jesus, saem fortalecidos de julho.

Agora, o técnico tende a ter mais tempo para deixar a equipe ao seu gosto. Com o reforço de Filipe Luís, que será inscrito para a Libertadores, e as recuperações plenas de Rodrigo Caio e Lincoln - e, mais adiante, de Vitinho e Diego -, o Flamengo seguirá como forte candidato às conquistas em 2019.


Fonte: https://www.lance.com.br/flamengo/vivos-libertadores-brasileirao-jorge-jesus-saem-fortalecidos-sequencia-jogos.html

Curta nossa Página




Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário