segunda-feira, 10 de junho de 2019

Flamengo apresenta Jorge Jesus: 'Honra em trabalhar neste clube'



Depois de assistir ao clássico contra o Fluminense no Maracanã, o técnico Jorge Jesus foi ao Centro de Treinamento nesta segunda-feira mais uma vez, mas para ser oficialmente apresentado.



O português assinou contrato até o meio do ano que vem, e chega para trabalhar com os jogadores após o recesso da Copa América, no dia 20.

- Dia muito feliz. Técnico renomado, expediente, campeão, que é importante. Jorge, agora é com você - disse o vice de futebol Marcos Braz.

Na coletiva, o treinador falou sobre o desafio de comandar o primeiro clube do futebol brasileiro, e se mostrou empolgado com o projeto, norteado não por questões financeiras, mas pela paixão.

- Tenho muita honra em ter sido convidado para trabalhar neste clube. Meu passado está escrito. Tem alguma importância. Quero demonstrar no Brasil e no maior clube do mundo o meu trabalho. Estou preparado - afirmou.



Jorge Jesus tem estreia prevista para a primeira partida das quartas de final da Copa do Brasil, marcada para o dia 10 de julho, contra o Athletico-PR. Até lá serão cerca de duas semanas para trabalhar e conhecer o elenco. Com o técnico virá uma comissão de sete profissionais.

O último clube de Jorge Jesus foi o Al Hilal, da Arábia Saudita, onde conquistou o título da Supercopa da Arábia Saudita. O treinador também tem passagens de sucesso por grandes clubes de Portugal, como Sporting e Benfica.

Outras declarações de Jorge Jesus:




Trabalho no Flamengo

Vamos esperar o que tenho feito sempre. Onde chego, apresento trabalho, revolucionar do ponto de vista de ter ideias diferentes. Mas não venho revolucionar nada. Vou apresentar meu trabalho que foi visto em duas das três maiores equipes de Portugal nos últimos 10 anos. Quando cheguei ao Benfica, há tempo não ganhava nada e agora tem a hegemonia no país. É o que vim fazer no Flamengo.Temos que apresentar o trabalho. Quero revolucionar, minhas ideias são diferentes. Treinei as melhores equipes de Portugal. Ganhei muitos títulos. Isso que vim fazer no Flamengo.

Desafio em pouco tempo

Temos vinte dias para apresentar um trabalho. Vamos apresentar uma proposta aos jogadores, ideologia e treino. Estou acostumado a trabalhar com muitos brasileiros. São ótimos profissionais. Tem muito talento.



Fla-Flu

Foi o segundo jogo que vi ao vivo. Dois jogos distintos. Vi uma equipe um pouco ansiosa. Normal pela pressão pontual. Vi um Fluminense com outras formas de olhar para o jogo. Tentando não perder. Só houve uma equipe que jogou para ganhar. É isso criou desestabilização tática. Mas aconteceu ao Marcelo e pode acontecer a mim. Estamos aqui para organizar as coisas

Estilo de jogo preferido

Para apresentar uma ideia de jogo, tenho que falar em varias vertentes do jogo, táticas. Tenho um conceito, mas antes de qualquer coisa a evolução do futebol não é ter uma maneira de jogo, mas ter muitas ideias. Essa é a evolução do mundo do futebol. Me arrisco a dizer que não vou fugir muito do que o Flamengo tem feito. Claro que teremos variantes, vou jogar com um primeiro e um segundo centroavante. Isso que vou apresentar ao Flamengo. Mas tem muitas variantes defensivas e ofensivas.



Reforços

Uma das razões para escolher o Flamengo é a língua. Conheço o elenco. Eu vejo todos os jogos do futebol brasileiro em minha casa. Sem saber que viria. Quando tive possibilidade fui conhecer melhor. Não conheço tão bem como Marcelo. Quando fui abordado conversamos e havia posições que achavam que era importante contratar, e concordei. Acrescentei mais uma ou duas. Estamos em sintonia. Sinto vontade e paixão pelo clube e em ajudar o treinador.

Perfil de jogador

Lancei jogadores jovens como David Luiz, Ramires, Luizao, Talisca, tive muitos jogadores brasileiros e la em Portugal houve muitos treinadores brasileiros também. É um futebol aqui de muita técnica e talento. Tenho facilidade de trabalhar com os brasileiros. Convivo como jogador e treinador.



Diego e Gabigol

Diego nunca foi meu jogador mas conheço bem. Teve passagem bonita em Portugal. Gabigol tava na Inter de Milão que contratou um jogador ao Sporting. O João Mário. Eles eram amigos. E o Gabigol falou pra ele que ia para Portugal e queria ir para o Sporting, mas ele acabou no Benfica.

Desempenho é resultado- quando se treina as melhores equipes os torcedores querem vitória e performance. Ganhar só não chega. Cobrança é muita. Quem vem para o Flamengo tem que perceber que é preciso mais.

Athletico- Tenho pouca experiência em grama sintética, mas essa é a realidade. Não sou a favor de adaptação. Posso criar problema físico.



Cuellar
Conto com ele.

Um ano de contrato

Eu normalmente faço isso. Sai do meu país. No outro clube queriam quatro anos. Se gostarem do meu trabalho e houver os resultados conversamos para renovar.

Comissão técnica

São sete elementos da comissão, entre eles o Evandro Motta. Que foi com o Dunga para a seleção do Brasil.



Futebol brasileiro e europeu

Lá a intensidade é maior mas a temperatura ajuda. E digo maior sem bola. Com bola o futebol brasileiro é muito intenso. Mas sem bola não. Por causa do calor, parte tática. Conheço e vou tentar introduzir um time mais intenso sem a bola. O Brasileiro é muito competitivo é difícil. Acho que as equipes ainda podem se defender melhor aqui. E vou propor isso também.


Fonte: https://extra.globo.com/esporte/flamengo/flamengo-apresenta-jorge-jesus-honra-em-trabalhar-neste-clube-23729448.html

Curta nossa Página




Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário