domingo, 12 de maio de 2019

Flamengo perde 'timing' de venda de Lincoln e centroavante busca sequência em meio à forte concorrência



Paciência se tornou a palavra de ordem para Lincoln, que aguarda chance de ter uma sequência no Flamengo para enfim provar que pode seguir os passos de Vinicius Junior e Paquetá. A partida contra a Chapecoense, hoje, 11h, no Maracanã, e a utilização de um time alternativo no Brasileiro, é uma oportunidade de o centroavante conseguir o ritmo de jogo que não tem desde 2017. Este ano, são apenas quatro jogos e menos de 90 minutos em campo.



Destaque do sul-americano e do mundial da categoria pela seleção naquele ano, Lincoln despertou interesses de gigantes europeus, mas a falta de minutos em campo com a camisa rubro-negra fez com que fosse perdido "timing" de uma venda como a de seus ex-companheiros de Real Madrid e Milan. Com multa de 50 milhões de euros, Lincoln foi mal no Sul-americano sub-20 deste ano, e ainda se lesionou com gravidade. Era necessário voltar algumas casas.

Antes elogiado por Tite, o centroavante tenta recomeçar na temporada para atrair novamente os olhares do mercado, que hoje estacionou na procura. A meta é disputar entre 30 e 40 jogos no Flamengo para que os interessados entendam que Lincoln pode vingar. A título de comparação, isso só aconteceu com Lucas Paquetá aos 21 anos. Vinicius Junior foi exceção e saiu para o Real Madrid antes mesmo de estourar no Flamengo, exatamente o "timing" que Lincoln e o clube perderam.



Gabigol abre brecha

No começo do ano, a Inter de Milão sinalizou que queria Lincoln na negociação por Gabigol, mas o Flamengo não aceitou. O novo centroavante, de 22 anos, chegou tomando espaço inclusive de Fernando Uribe, contratado ano passado para o lugar de Guerrero.

A disputa por posição no comando do ataque agora se intensifica, com todos à disposição de Abel Braga. O treinador tem elogiado Lincoln e vê Gabigol em queda de produção. De 20 jogos em que foi utilizado, o titular da posição fez sete gols nos dez primeiros, e nos dez últimos balançou as redes apenas três vezes.

Mais ágil e driblador, Gabigol leva vantagem sobre Lincoln, que tem como pontos fortes a força e a técnica para atuar tanto enfiado como próximos dos meias. Sem gols na temporada pelo clube, falta colocar isso em prática.



No Flamengo, Lincoln vê ainda a ascensão de outro candidato de sua posição. Trata-se de Vitor Gabriel, efetivado ao profissional em 2019. Aos 19 anos, fez nove jogos até agora este ano, três como titular, mas também sem fazer gols, como Lincoln.

Menos balado que o concorrente da base, voltou para o fim da fila na concorrência pela vaga. Mas havia sido alçado aos profissionais pelo técnico Abel Braga, após boa participação na Copinha.

O treinador prometeu escalar um time parecido com o que empatou com o São Paulo hoje no Maracanã. Diego novamente lidera a equipe alternativa, que terá o retorno de Berrío após um susto no jogo com o São Paulo. O atacante caiu desacordado depois de receber uma pancada no queixo, fez exames, mas está á disposição. O goleiro César deve seguir como titular, mesmo com Diego Alves voltando a treinar após uma lombalgia.


Fonte: https://extra.globo.com/esporte/flamengo/flamengo-perde-timing-de-venda-de-lincoln-centroavante-busca-sequencia-em-meio-forte-concorrencia-23658414.html

Curta nossa Página




Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário