quinta-feira, 29 de outubro de 2020

Flamengo trabalha nos bastidores para resolver mal-estar na renovação de Diego Alves, próxima semana será decisiva



Habilidade política, paciência e uma boa dose de jogo de cintura. O Flamengo trabalha nos bastidores a conexão Ninho do Urubu-Gávea para resolver o mal-estar gerado pela negociação para renovação de contrato de Diego Alves. A conversa que caminhava para permanência por dois anos travou em "processos internos" e a próxima semana tem contornos decisivos.



Basicamente, o Flamengo trabalha para equalizar o conflito de ideias entre o que o departamento de futebol deu o ok para o goleiro e seu staff e o que esferas superiores da diretoria acha justo pagar. O diretor executivo Bruno Spindel foi o responsável pela última rodada de negociação.

A divergência ganhou argumentos ainda mais fortes após o encantamento com a sequência de boas atuações de Hugo. Há uma percepção interna que a realidade de Diego Alves é diferente da de seu xará Ribas, que aceitou redução salarial na última renovação. O questionamento, porém, está no percentual de aumento e nos termos do contrato.



Novamente à disposição de Domènec Torrent após se recuperar de Covid-19 e de lesões no ombro e no joelho, Diego Alves monitora à distância a situação. O goleiro é visto com papel importante na formação de Hugo por toda experiência e vibrou bastante do banco de reservas com a grande atuação do jovem contra o Athletico-PR.

Com o aval do diretor executivo nas tratativas mais recentes, o problema é encarado mais como uma necessidade de ajuste interno de quem tem o poder de decisão no Flamengo do que uma renegociação. Faltam somente dois meses e dois dias para o fim do vínculo atual.

O Flamengo retardou o início das tratativas por uma série de fatores: pandemia, indefinição do calendário e urgência para busca de substitutos de Jorge Jesus e Rafinha. Neste período, uma série de variantes interferiu indiretamente no desejo de renovação.



A proximidade do fim do contrato permitia que Diego Alves assinasse um pré-contrato com outro clube. A sondagem de clubes do Oriente Médio deixou o goleiro valorizado. Por outro lado, a ascensão de Hugo fez com que o Flamengo adotasse uma postura mais firme.

O ge tentou contato com Eduardo Maluf, empresário de Diego Alves, mas não teve retorno.

Clube aguarda definição para mirar em Hugo

Com o imbróglio envolvendo Diego Alves, o Flamengo aguarda sem pressa para valorizar Hugo. O goleiro de 21 anos tem contrato até 30 de setembro de 2023 e multa de 40 mi de euros (R$ 270 mi) para o exterior.



A diretoria entende que é natural um aumento como reconhecimento pela boa performance e até mesmo para aumentar a cláusula de rescisão. O mesmo processo aconteceu recentemente com Natan e Ramon, mas não entrou ainda na esfera de números com o empresário André Bahia.

- Estamos muito felizes pelo momento que o Hugo está vivendo. É fruto de muito trabalho e dedicação dele ao longo dos anos, e agora que teve essa chance conseguiu agarrar firme.



"Até agora, tivemos apenas alguns contatos sobre a renovação de contrato do atleta, mas tudo muito inicial, sem falar de valores. Temos uma ótima relação com a diretoria do Flamengo e sabemos do carinho deles pelo Hugo, então estamos conduzindo de forma tranquila e sabendo que em breve tudo estará resolvido da melhor forma para todos os lados", definiu o ex-zagueiro do Flamengo.

Com Diego Alves e Hugo à disposição, a equipe de Dome encara o São Paulo, domingo, às 16h (de Brasília), no Maracanã, pela 19ª rodada do Brasileirão. Com 34 pontos, o Flamengo é o vice-líder, atrás do Inter somente no saldo de gols: 15 a 11.


- // -

> Veja as últimas informações sobre o Mengão em nossa página principal, Clique Aqui



Fonte: https://globoesporte.globo.com/futebol/times/flamengo/noticia/flamengo-atua-em-divergencia-ninho-e-gavea-para-resolver-situacao-de-diego-alves-em-breve.ghtml

CURTA NOSSA PÁGINA



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário