quinta-feira, 23 de abril de 2020

Efeito colateral: com mudanças no calendário, Flamengo pode ‘perder’ cláusula para comprar direitos de Arrascaeta



O mundo vive uma pandemia declarada por conta do novo coronavírus. Em meio a isso, o calendário esportivo foi completamente afetado, inclusive, no futebol. Em consequência da paralisação das competições, a Confederação Brasileira de Futebol (CBF), estuda qual a melhor possibilidade de realizar o Campeonato Brasileiro desta temporada. Uma das alternativas é estender o Brasileirão 2020 até o ano de 2021. Com isso, o Flamengo pode perder uma cláusula no contrato de aquisição do meia uruguaio Arrascaeta, como sinalizou o jornalista Venê Casagrande, em seu canal no YouTube.


— O jogador já é do Flamengo. Mas quando o clube contratou Arrascaeta, pegou 50% dos direitos econômicos que pertenciam ao Cruzeiro e 25% dos 50% que pertenciam ao Defensor – time que lançou Arrascaeta ao futebol. Então, totalizou 75%. Mas no contrato com o Defensor, time uruguaio, o Flamengo combinou o seguinte: se o Arrascaeta jogasse quatro mil minutos durante a temporada 2020 (o que equivale a 44 partidas) o Flamengo era obrigado a efetuar a compra de mais uma parte dos direitos econômicos que restaram ao Defensor -, disse antes de prosseguir:

— Se o Arrascaeta jogasse esses quatro mil minutos, o Flamengo seria obrigado a desembolsar 1.25 milhões de euros por 6,25% dos direitos do jogador. Ou seja, se o Arrascaeta jogasse esses quatro mil minutos o Flamengo poderia ter, ao todo, 81,25% dos direitos econômicos de Arrascaeta. A mudança no calendário pode atrapalhar, porque a CBF não descarta a possibilidade das partidas relacionadas ao calendário de 2020 serem disputadas em 2021. Então, com isso, essas partidas em 2021, não vão valer para esse contrato entre Flamengo e Defensor em relação aos direitos econômicos de Arrascaeta -, explicou.

Venê concluiu explicando como a mudança do calendário no futebol brasileiro neste ano pode impactar o contrato do Flamengo junto ao Defensor. Segundo o jornalista, se as partidas de 2020 puderem ser disputadas no próximo ano, Arrascaeta terá menos tempo em campo e, consequentemente, não atingirá a meta: “O meia uruguaio teria menos jogos para disputar em 2020 e a possibilidade de bater essa meta contratual é muito menor. Por isso, a mudança no calendário brasileiro pode, sim, afetar o Flamengo nesse interesse da aquisição dos direitos econômicos junto ao Defensor“, finalizou.


Fonte: https://colunadofla.com/2020/04/efeito-colateral-com-mudancas-no-calendario-flamengo-pode-perder-clausula-para-comprar-direitos-de-arrascaeta/

Curta nossa Página




Um comentário:

Deixe seu comentário