terça-feira, 3 de dezembro de 2019

Bandeira diz que não volta ao Flamengo como presidente: "Minha missão foi encerrada"



Presidente do Flamengo de 2013 até 2018, Eduardo Bandeira de Mello teve papel muito importante no processo de reconstrução do time carioca. No entanto, ele não pensa em voltar ao cargo mais importante do clube.


Convidado especial do Debate Final desta terça-feira, o ex-presidente deixou claro que apesar de ter condições, não existe a intenção de participar de mais uma eleição. Além disso, ele contou o motivo de não ter uma relação próxima com a diretoria atual.

“Condições estatutárias eu tenho. Minha missão como presidente foi encerrada, fiz o melhor que pude. Dependendo de quem for, posso ajudar da maneira que for possível. O Flamengo vai estar sempre no meu coração como a coisa mais importante da minha vida depois da minha família”, afirmou Bandeira, explicando também o racha com a diretoria comandada por Rodolfo Landim.


“Um dos vice-presidentes resolveu sair, isso está registrado, dando declarações fortes demais, em relação a mim e outros vices do clube. Ele saiu e disse que ia formar uma chapa para ganhar a eleição em 2015. Quatros VPs resolveram acompanhar, formaram a chapa, concorreram e nós ganhamos. A partir daí, o que aconteceu vocês registraram, no final de 2018 esse grupo, que era de oposição, ganhou a eleição democraticamente. Existe um distanciamento pelo que aconteceu em 2015. Não me sinto mal, pelo contrário. Estou muito feliz na arquibancada”, finalizou.


Fonte: Fox Sports

Curta nossa Página




Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário