quinta-feira, 15 de agosto de 2019

Números expressivos e lobby de Jesus fazem Gabigol sonhar com convocação



O técnico Tite anunciará a lista de convocados para os amistosos de setembro da seleção brasileira nesta sexta-feira. E com ela, há a expectativa por novidades e renovação após a conquista do título da Copa América. No Flamengo, quem sonha em ter seu nome entre os escolhidos é Gabigol que, vivendo a melhor fase da carreira, não esconde o desejo em retornar a Canarinho.



— A expectativa é muito boa e vem crescendo por tudo que tenho feito no Flamengo. Procuro me manter focado no Flamengo e deixo isso com o professor Tite. Espero que esteja de acontecer. Se não, vou continuar trabalhando pois é um sonho jogar a Seleção Brasileira — declarou o camisa 9.

E o que não faltam são números que credenciem o atacante à vaga. Gabigol é o artilheiro do Campeonato Brasileiro com nove gols e do Flamengo na temporada com 22. Em 2019, ninguém marcou mais que ele no futebol brasileiro — Gilberto, do Bahia, empata na contagem. Além disso, está vivendo a sua melhor média de gols da carreira: 0,66 por partida — a melhor desde que se tornou profissional.

Xodó da torcida do Flamengo, o camisa 9 também tem estatísticas que chamam atenção. No Brasileirão, é quem precisa de menos minutos para ter participação direta em gols (79) — na temporada, só perde para Arrascaeta (59) — e quem mais acerta finalizações no torneio. Os pedidos pela sua convocação ganharam apelo até de Jorge Jesus, que pediu para Tite "começar a olhar para ele".



— Tenho que sonhar para o próximo sábado, o Gabigol estar preparado para fazer um campeonato extraordinário. É o melhor do Brasil. Também acho que a Seleção tem que começar a olhar mais para ele — declarou o treinador.

Outro motivo para sonhar é a ausência confirmada de Gabriel Jesus, que foi suspenso por dois meses por mal comportamento na final da Copa América. Vale lembrar que o atacante do Manchester City foi o "algoz" de Gabigol nas convocações, já que Tite o via como um concorrente direto para uma das vagas no ataque.

Por falar em Tite, Gabigol foi convocado pelo treinador na primeira lista após a conquista do ouro olímpico na Rio-2016. Foi a última vez em que foi lembrado antes da ascensão de Gabriel Jesus: o ex-palmeirenses se firmou no City e na seleção, enquanto Gabigol pouco atuou na Inter de Milão e saiu do radar da comissão técnica.



Outros nomes aguardam convocação
Contratado em julho pelo Flamengo, Filipe Luís é um nome praticamente certo na lista de Tite. Titular no início da Copa América, só não seguiu com a posição intacta pois sofreu uma lesão muscular no meio do torneio. Caso o treinador não opte por uma renovação, manterá a sua frequência de convocações.

Quem também entrou no radar da seleção foi Everton Ribeiro, que viu os observadores Matheus Bachi e Thomaz Araújo irem até o Maracanã para vê-lo na partida entre Flamengo e Grêmio, como informado inicialmente pelo blog da jornalista Gabriela Moreira.

Já Bruno Henrique corre por fora. Como Tite não chamará Everton, do Grêmio, que disputará a semifinal da Copa do Brasil, e a presença de Neymar não é garantida, o camisa 27 surge como opção. Rafinha e Diego Alves tem chances remotas.

Quem estava no radar de Tite, mas não será convocado, é Rodrigo Caio, que ainda se recupera de lesões musculares e não estará apto para os amistosos.


Fonte: https://extra.globo.com/esporte/flamengo/numeros-expressivos-lobby-de-jesus-fazem-gabigol-sonhar-com-convocacao-23876453.html

Curta nossa Página




Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário