segunda-feira, 13 de abril de 2020

Em entrevista a canal português, Abel Braga fala sobre trabalho de Jorge Jesus



Abel assumiu o comando do Mais Querido em janeiro de 2019 e foi campeão da Florida Cup, Taça Rio e Campeonato Carioca. No entanto, no final de maio, o ex-técnico comunicou o seu desligamento alegando ter se sentido “sem respaldo e isolado”. Nesta segunda-feira (13), o ex-treinador do Flamengo concedeu entrevista para um canal televisivo de Portugal, relembrou sua passagem à frente do Rubro-Negro e falou sobre o trabalho de Jorge Jesus.


– Não pode se discutir a qualidade do Jorge. Sempre vinha de trabalhos muito bons, no Benfica principalmente, e depois no Sporting, mas a nível de Flamengo eu posso falar muito bem porque tinha uma equipe que, até o momento, eu lá fiquei. Eu saí porque não gostei de alguns procedimentos, a maneira de um ou outro dirigente falar comigo eu não gostei, e por isso eu me afastei. Mas, naquele momento, nós tínhamos tudo que estávamos disputando. O Carioca, tínhamos sido campeões. A primeira fase de grupos da Libertadores, que corresponde pra vocês (em Portugal) à Champions League, classificamos em 1º lugar no grupo de quatro. Depois que passou a ter o mata-mata, coisa que o Flamengo não conseguia há 11 anos. E na Copa do Brasil, nas oitavas de final, tínhamos passado por Corinthians em São Paulo, ganhando o jogo por 1×0. Quer dizer, teria o problema do saldo de gols, – disse o ex-treinador, antes de continuar:

– Depois chegou o Jesus, com a capacidade que tem, com o time que tínhamos, e ainda recebeu o Rafinha, o Marí, o Filipe Luís e o Gerson. Aí você junta um time muito bom, que era o Flamengo, com a chegada de mais quatro jogadores que passaram a ser titulares, e um grande treinador, deu liga e um encaixe muito grande… Quando estava lá, não vínhamos jogando esse futebol tão brilhante, vistoso, extremamente ofensivo que o Flamengo joga atualmente, então isso também é mérito do Jesus. E a coisa encaixou. Futebol é assim -, concluiu Abel.


Além da conquista dos três títulos, na segunda passagem pelo Flamengo, Abel Braga deixou o Rubro-Negro classificado para as oitavas de final da Copa Libertadores da América, da Copa do Brasil e em sexto lugar na tabela do Brasileirão. Em cinco meses, Abel comandou o Mais Querido em 32 partidas, venceu 19, empatou oito e perdeu cinco, marcando 59 gols e sofrendo 29. No entanto, no final do vínculo, o treinador vinha recebendo críticas da torcida e cobranças internas, o que culminou no pedido de demissão.

Jorge Jesus assumiu o Mengão na parada para a Copa América e mudou completamente o estilo de jogo do Maior do Mundo. Ao final da temporada, o Mister conseguiu elevar o patamar do Flamengo, que se consagrou heptacampeão Brasileiro (depois de 10 anos da última conquista) e bicampeão da Copa Libertadores da América (depois de 38 anos).


Fonte: https://colunadofla.com/2020/04/abel-elogia-trabalho-de-jorge-jesus-no-flamengo-mas-garante-tinhamos-tudo-que-estavamos-disputando/

Curta nossa Página




Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário