quarta-feira, 4 de dezembro de 2019

Palmeirense que atirou cadeiras em jogadores do Fla no Allianz é detido



Menos de 24 horas depois de arrancar cadeiras do Allianz Parque, o palmeirense que as atirou na direção dos jogadores do Flamengo foi identificado, localizado e levado à Drade (Delegacia de Repressão aos Delitos de Intolerância Esportiva). Lá, Leonardo Brichesi dos Santos acabou sendo indiciado por tumulto e dano ao patrimônio, artigo 41B do Estatuto do Torcedor e artigo 163 do Código Penal.


Integrante da Mancha Verde, ele arrancou cadeiras do setor norte, onde se localiza a organizada da qual faz parte, e as arremessou na direção dos rubro-negros, que comemoravam o terceiro gol do time carioca, marcado por Gabigol nos 3 a 1 de domingo (1).

Os policiais fizeram contato com a torcida, que confirmou a identificação de seu integrante, visto em ação nos vídeos que mostram sua atitude. O torcedor entrou em acordo com o Palmeiras e vai ressarci-lo pelo dano. Se quiser, o clube pode representar contra ele para que o Boletim de Ocorrência se transforme em inquérito policial.


Mancha nega vínculo

Após a publicação da reportagem, o advogado Luiz "Ferreti Júnior procurou o UOL e informou que não há qualquer relação do torcedor detido com a organizada. Boa noite, na qualidade de advogado da torcida mancha alviverde, cumpre informar que diferente do que foi vinculado na matéria a torcida organizada não foi procurada pela delegacia especializada seja no momento do ocorrido, após o término da partida ou posteriormente. Sendo isso, a diretoria da torcida deixa claro que além de não ter sido procurada, não identificou em momento algum esse torcedor como seu associado", disse. A reportagem mantém a apuração.

O caso tomou proporções ainda no gramado. Depois de Ricardo Marques Ribeiro recolher as cadeiras, Felipe Melo se dirigiu ao árbitro e retirou as partes arremessadas pelo torcedor palmeirense. O time alviverde ainda corre o risco de ser punido no Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD).


O arremesso das cadeiras simbolizou uma tarde tensa no Allianz Parque. Outro caso ganhou espaço nas redes sociais e gerou reação do próprio clube alviverde. Dois homens, entre eles o ex-jogador de futebol Diego Lima, foram hostilizados e expulsos por um grupo de torcedores que se incomodaram com o fato de a dupla não vestir a camisa do Palmeiras.

Em entrevista ao UOL Esporte, Diego Lima lamentou o tratamento. "Nunca passei por algo tão humilhante, fiquei surpreso. Os caras do nada vieram falar que éramos infiltrados, chamando de molambos. Poxa, eu torcia para o Palmeiras quando moleque. Cresci como jogador de futebol, então não tive mais aquela animação de torcedor, mas fui para assistir um bom futebol. Nem pensei sobre a camisa, completamente sem maldade. Não somos frequentadores, era minha primeira vez no estádio. Mas infelizmente aconteceu", lamentou.


Fonte: https://www.uol.com.br/esporte/futebol/ultimas-noticias/2019/12/03/palmeirense-que-atirou-cadeiras-em-jogadores-do-fla-no-allianz-e-detido.htm

Curta nossa Página




Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário