quarta-feira, 27 de novembro de 2019

PVC: Everton e China interessam menos a Jorge Jesus do que Flamengo e Porto



Por um instante, esqueça a chance de Jorge Jesus trocar o Flamengo pela suposta proposta do Everton.


O português Marco Silva está na corda bamba há dois meses, mas a impressão de que exista uma caça aos treinadores na Inglaterra é falsa. Na 13a rodada, só caíram dois. Marco Silva foi o antecessor de Jorge Jesus no Sporting e era o treinador do Estoril, que roubou dois pontos ao Benfica, na rodada anterior ao gol de Kelvin. O Porto só tirou o título português de 2013 do Benfica, porque Marco Silva roubou dois pontos de Jesus no estádio da Luz.

Os caminhos de Marco Silva e Jorge Jesus cruzam-se, mas suas filosofias são diferentes. Silva era técnico contratado pela empresa brasileira Traffic. Marco Silva consagrava jogadores e a Traffic vendia. Mas seus times não são tão agressivos, tão ofensivos, quanto os de Jesus.


Não é esta, no entanto, a razão de Jorge Jesus não se parecer seduzido pelo eventual projeto do Everton. O time de Liverpool é um gigante inglês, tradicional, mas sem lutar por títulos importantes depois de sua última conquista da primeira divisão, em 1987. Jorge Jesus quer ser campeão.

E de coisas grandes. Planeja a Champions League. "Sim, eu posso ganhar a Libertadores e continuar lutando pela Champions", disse na entrevista coletiva que antecedeu a final contra o River Plate.

A China também não tem esse atrativo.


O Porto tem.

Duas vezes campeão da Champions, as duas com treinadores portugueses, de estilos diversos como Artur Jorge e José Mourinho, o Porto pode ainda ter um projeto ambicioso. Muita gente especula que Sérgio Conceição possa ser demitido se o Porto, que já fracassou na classificação para a fase de grupos da Champions, for eliminado na Liga Europa. Hoje, é o quarto colocado da chave de Young Boys, da Suíça, Rangers, da Escócia, e Feyenoord, da Holanda. Se perder do Young Boys, na Suíça, quinta-feira (28) e o Rangers vencer o Feyenoord, na Holanda, o Porto estará desclassificado.

Mesmo assim, as informações de dentro do Porto são de que Pinto da Costa não demitirá o técnico Sérgio Conceição, que só sairá se pedir demissão. Nesse caso, Jorge Jesus é um nome que o presidente portista admira e há muito tempo.


O que está claro é que Jorge Jesus quer um projeto esportivo ambicioso. Quer ser campeão de coisas grandes. Por isso, parece improvável aceitar West Ham, Everton ou mercado chinês, como não aceitou o Newcastle, antes de assumir o Flamengo.

À parte qualquer especulação, é preciso se lembrar do que Jorge Jesus disse nos últimos dias. Ele está feliz no Flamengo. Parece mais fácil sua permanência até o fim do contrato, em junho, do que uma eventual saída.


Fonte: https://pvc.blogosfera.uol.com.br/2019/11/27/everton-e-china-interessam-menos-a-jorge-jesus-do-que-flamengo-e-porto/

Curta nossa Página




Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário