terça-feira, 14 de maio de 2019

Piris se consolida como opção para um Flamengo menos vulnerável



Perto de completar um ano de Flamengo em julho, Piris da Motta literalmente marcou posição na disputa por vaga no meio-campo rubro-negro. Volante com característica de marcação, virou opção segura a Cuéllar, hoje titular absoluto, e faz sombra em Willian Arão, homem de confiança do técnico Abel Braga, mas questionado pela torcida. Sobretudo em meio a dificuldade da defesa de não levar gols.



O crédito de Piris se deve às atuações no time alternativo. O paraguaio é um dos que têm melhor aproveitado o rodízio da equipe promovido pelo treinador. Eleito o melhor jogador da rodada do Brasileiro, em votação promovida pela CBF, pela partida contra a Chapecoense, Piris ainda recebeu ontem a convocação para a lista prévia de sua seleção na Copa América.

Em 2018, Piris foi o segundo reforço mais caro do clube. O volante custou R$ 26 milhões, e ficou atrás de Vitinho, que custou R$ 53,9 milhões. Comparado ao elenco atual, o paraguaio é mais caro que Bruno Henrique, que custou R$ 23 milhões, e Rodrigo Caio, que saiu do São Paulo por R$ 22 milhões.



O investimento foi feito pensando na esperada venda de Cuéllar após a Copa América. Piris se assemelha mais ao colombiano, ambos com desarmes precisos. Enquanto Arão aparece mais no ataque. No jogo de amanhã contra o Corinthians, pela primeira partida das oitavas de final da Copa do Brasil, em São Paulo, o paraguaio pode ser usado de forma estratégica para reforçar a marcação.

Piris e Cuéllar tem sete desarmes certos em duas partidas no Brasileiro. Arão tem cinco. No certame, os líderes do Flamengo no quesito são Renê e Ronaldo, com nove desarmes. Piris chegou a oito jogos na temporada, depois de se recuperar de uma luxação no ombro. Em 2018, foram apenas 11 jogos.


Fonte: https://extra.globo.com/esporte/piris-se-consolida-como-opcao-para-um-flamengo-menos-vulneravel-23662912.html

Curta nossa Página




Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário