quinta-feira, 11 de abril de 2019

Vítima da tragédia do Ninho defende pênalti na volta ao Flamengo



Depois da tempestade, vem a bonança. Após viver o trauma do incêndio no Ninho do Urubu e passar dias no hospital, Francisco Dyogo voltou a campo para representar o Flamengo no Campeonato Carioca sub-15. O goleiro teve grande participação na partida contra o Barra da Tijuca, e defendeu um pênalti no seu retorno aos gramados. A partida ainda contou com mais emoção: o pai do menino o via atuar pela primeira vez.



— Estou muto feliz por ter voltado. Foi a minha primeira partida como titular, e fui feliz em ter ajudado meus companheiros com um passe e pegando pênalti. Foi marcante também por ver meu pai na arquibancada – revelou o goleiro, em entrevista ao jornal Extra.

Essa é a segunda vez que Dyogo é relacionado para um jogo desde a tragédia. Entretanto, ele ficou no banco já que havia pouco tempo que ele estava no Rio de Janeiro e só tinha treinado com o grupo dois dias antes. Na sua reestreia, o Flamengo venceu por 8 a 0. O primeiro gol, saiu de um passe do goleiro, França.

No momento em que o menino defendeu o pênalti, o pai se emocionou na arquibancada e afirmou que ficou com vontade de chorar. Ele continua a seguir, junto com o filho, o sonho de vê-lo se tornar goleiro profissional. Dyogo reafirmou a importância de realizar esse desejo.

— Quero virar jogador profissional do Flamengo, conquistar vários títulos e dar uma vida melhor para minha família que vem sempre me apoiando – disse.

Foto: Márcio Alves


Fonte: https://colunadoflamengo.com/2019/04/o-heroismo-de-francisco-dyogo-vitima-da-tragedia-do-ninho-defende-penalti-na-volta-ao-flamengo/

Curta nossa Página




Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário