domingo, 24 de março de 2019

Da goleada à tensão: Fla bate Flu em jogo que quase colocou tudo a perder



O Flamengo venceu o Fluminense, por 3 a 2, em um clássico que tinha tudo para ser de muita festa para o lado rubro-negro, mas que fez a torcida deixar o Maracanã com um "pé atrás". Depois de um começo eletrizante e de conseguir construir uma vantagem de 3 a 0 no placar, os comandados de Abel Braga cochilaram e viram o rival encostar no placar, quase colocando tudo a perder.



MARCAÇÃO

Ciente do estilo de jogo do Fluminense, com maior posse de bola e troca de passes, o Flamengo adotou um estilo de marcação mais "compacto". Sem a bola, os jogadores rubro-negros se posicionavam mais próximos um dos outros e "sufocavam" quem tivesse a bola, evitando que ela conseguisse ir de pé em pé com maior facilidade. Bruno Henrique e Gabigol, velozes e os mais avançados, auxiliavam a fazer pressão no setor defensivo da equipe tricolor.

Essa postura fez com que o Fluminense achasse poucos espaços e desperdiçasse algumas chances de chegar ao ataque, levando pouco perigo a Diego Alves. A oportunidade mais clara, quando Caio Henrique carimbou o travessão, nasceu de um erro do Rubro-Negro na saída de bola.

FATOR DIEGO

Diego não balançou a rede no clássico deste domingo, mas, talvez, tenha sido o grande destaque do Flamengo. Quase todas as jogadas ofensivas passaram pelos pés do camisa 10, que conseguiu fazer com que o time tivesse profundidade. Ele, inclusive, participou do lance dos dois primeiros gols rubro-negros - iniciou a jogada do primeiro ao achar Everton Ribeiro na direita e deu assistência para Bruno Henrique fazer o segundo.



Um ponto a se destacar é que, com o time mais junto sem a bola, em certos momentos, Diego fazia linha com o jovem Ronaldo - que substituiu Cuéllar, convocado para a seleção colombiana - sendo o responsável pela saída de bola.

Ao deixar o gramado, substituído por Lucas Silva, o camisa 10 foi bastante aplaudido.

LADO DIREITO

A ala direita do Flamengo funcionou duplamente: no momento da marcação e no setor ofensivo. Léo Duarte, Pará e Arão conseguiram neutralizar as jogadas em que o Fluminense buscava explorar por ali. Ofensivamente, Everton Ribeiro, Pará e Arão criaram boas chances. Foi por ali, inclusive, que saiu o primeiro gol do Flamengo. Diego lançou Everton Ribeiro, que viu a passagem de Pará e o lateral achou Bruno Henrique na área. Vale lembrar que, logo no começo da partida, Pará já havia deixado Gabigol na cara, mas o camisa 9 não conseguiu o desvio.



PEDIDO QUE FUNCIONOU

Bruno Henrique marcou duas vezes e ainda deu assistência para Gabigol fazer o terceiro. Pedido de Abel Braga, o jogador voltou a ter uma grande atuação (depois de dois jogos um pouco abaixo do esperado) e mostrou que será nome importante para a temporada. Por sinal, a dupla Bruno Henrique e Gabigol tem demonstrado um grande entrosamento neste começo de temporada.

ERROS E APREENSÃO

Com o 3 a 0 no placar, o Flamengo diminuiu o ritmo e quase pôs tudo a perder. Explorando o lado direito de ataque, o Fluminense conseguiu fazer dois gols e pressionar pelo empate. Nos dois, um cruzamento da direita e complemento dentro da área. Depois de construir uma vantagem tranquila, os comandados de Abel Braga viram o adversário crescer na partida e deixaram o gramado aliviados pela vitória.


Fonte: https://www.lance.com.br/flamengo/goleada-tensao-fla-bate-flu-jogo-que-quase-colocou-tudo-perder.html

Curta nossa Página




Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário